InícioMomento HistóricoA Seleção Brasileira enfrentando Combinados de Clubes e Seleções Estaduais – anos 1970.

A Seleção Brasileira enfrentando Combinados de Clubes e Seleções Estaduais – anos 1970.

Seleção Brasileira em jogos contra Combinados/Seleções Estaduais.
Há mais de quatro décadas atrás a nossa Seleção Brasileira disputava jogos amistosos contra Combinados Regionais ou de clubes e Seleções também de cidades internacionais ou dos Estados do País.
Lá nos anos 1960 o Brasil até que enfrentou times europeus com a Internazionale-ITA, o Sporting-POR, o Atlético Madrid-ESP, o Malmoe-SUE, geralmente com fazia amistosos na Europa em véspera de Copa do Mundo.
Também enfrentou Coritiba-PR, Bahia-BA e Atlético-MG já em 1968/1969.

Mas foi nos anos 1970 que mais jogos aconteceram com este tipo de confronto. Até 1980 foram 14 confrontos contra Seleções Estaduais, outros 6 contra Combinados Internacionais e ainda contra times brasileiros e seleções do brasil de categoria junior ou olímpica.
A seguir vamos mostrar estes jogos de forma cronológica e alguns destaques com a Ficha Técnica da partida, local do jogo, escalação dos times, recordando esta época bastante interessante.

1970
14.03.1970 – 1×1 Bangú-N
05.04.1970 – 4×1 Sel.Amazonense-N
19.04.1970 – 3×1 Sel.Mineira-N
06.05.1970 – 3×0 Comb.Guadalajara-F
17.05.1970 – 5×0 Comb.Leon-F
24.05.1970 – 3×0 Irapuato-Mex-F

1972
10.06.1972 – 2×1 Sel.Olímpica Brasil-N
13.06.1972 – 2×0 Hamburgo-Ale-C
17.06.1972 – 4×1 Hamburgo-Ale-C
17.06.1972 – 3×3 Sel.Gaúcha-N

1974
26.05.1974 – 3×2 Sel.Sudoeste-Ale-F
30.05.1974 – 1×1 Racing Pierrots-Fra-F
03.06.1974 – 5×2 Sel.Basiléia-F

1976
21.02.1976 – 1×0 Sel.Brasília-N
02.06.1976 – 4×3 Unam-Mex-N
04.06.1976 – 2×2 Puan Roirr-F
06.06.1976 – 2×1 Resto do Mundo-C
10.06.1976 – 3×1 Comb.Reg.Leopardos-F
16.06.1976 – 3×0 Levante-Esp-F
22.06.1976 – 2×3 Comb.Europeu-N
24.06.1976 – 2×1 P.S.Germain-F
28.06.1976 – 0x1 Banik Ostrava-Tch-F
19.12.1976 – 4×1 Internacional-N

06/10/1976
FLAMENGO 2×0 BRASIL
Estádio do Maracanã – Juiz Armando Marques – Renda Cr$ 2.801.636,00 – Público: 142.404 – Gols Paulinho aos 4 e Luisinho aos 10 do 1º.termpo.
FLAMENGO – Cantarele, Dequinha, Jaime (Andrade), Rondinelli e Junior; Merica (Zé Roberto), Tadeu (Dendê), Paulinho (Adílio), Luisinho (Marciano), Zico (Junior Brasília) e Luís Paulo (Julio César).
BRASIL – Felix (Leão), Carlos Alberto Torres (Vladimir), Marinho (Zé Maria), Piazza (Beto Fuscão) e Marco Antônio (Rodrigues Neto); Clodoaldo (Givanildo), Rivelino (Ademir da Guia), Jairzinho (Gil), Pelé (Dario), Edu (Neca) e Paulo César (Valdomiro).
Comentário: um jogo histórico para o Flamengo, tanto pela vitória sobre a Seleção quanto pelo publico de 142 mil pessoas. Alguns jogadores da Seleção para o ano seguinte já não estariam nas convocações como Felix, Piazza, Marco Antônio, Clodoaldo, Jairzinho e Pelé.

1977
25/01/1977
BRASIL 2×0 COMB.PAULISTA
Estádio do Morumbi – Juiz Dulcídio Vanderlei Boschilia – Renda Cr$ 603.650,00 – Público: 24.498 – Gols: Gil aos 37 do 1º.tempo e Palhinha 20 do 2º.tempo.
BRASIL – Leão, Zé Maria (Vladimir), Amaral, Beto Fuscão, Marinho (Marco Antônio); Givanildo (Palhinha), Caçapava (Toninho Cerezzo), Falcão, Gil, Roberto e Lula (Nilson Dias).
COMB.PAULISTA – Moacir, Toninho (Rosemiro), Oscar, Samuel, Gilberto; Chicão (Flamarion), Zenon e Edu (Lúcio), Jorge Mendonça (André), Sócrates e Ziza (Nei).
Comentário: Uma seleção paulista com Oscar, Zenon, Jorge Mendonça e Sócrates.

30/01/1977
BRASIL 1×1 COMB.FLA-FLU
Estádio do Maracanã – Juiz José Roberto Wright – Renda Cr$ 1.833.355,00 – Público: 64.084 – Gols: Palhinha aos 7 e Pintinho (Fla-Flu) aos 39 do 2º. Tempo.
BRASIL – Leão, Zé Maria, Amaral, Beto Fuscão (Edinho) e Marinho; Givanildo, Caçapava e Gil (Valdomiro); Roberto, Nilson Dias (Palhinha e depois Paulo Isidoro) e Lula.
COMB.FLA-FLU – Cantarele, Toninho (Junior), Rondinelli (Jaime), Carlos Alberto Torres e Rodrigues Neto; Cléber, Paulo César e Pintinho; Luisinho (Erivelto), Carlos Alberto e Dirceu.
Comentário: o Combinado Fla-Flu parecia mais forte com seus jogadores do que a Seleção.

03/03/1977
BRASIL 6×1 COMB.VASCO-BOTA
Estádio do Maracanã – Renda Cr$ 1.591.755,00 – Público: 57.826 – Gols: Roberto aos 4, Manfrini (COMB-P) aos 34 e Rivelino aos 39 do 1º.tempo. Orlando (C/BRA) aos 10, Zico (P) aos 32, Paulo César aos 40 e Nilson Dias aos 41 do 2º.tempo.
BRASIL – Leão, Zé Maria (Marinho), Amaral (Beto Fuscão), Carlos Alberto Torres (Edinho) e Marinho (Marco Antônio); Toninho Cerezzo, Zico e Rivelino (Pintinho); Gil, Roberto (Nilson Dias) e Paulo César.
COMB.VASCO-BOTA – Wendell, Perivaldo (Orlando), Osmar (Rene), Geraldo e Rodrigues Neto; Zé Mário, Zanata e Dirceu; Luis Fumanchu, Manfrini e Dé.
Comentário: o mesmo que no confronto contra o Fla-Flu, jogadores com muita qualidade jogando contra a Seleção. Foi a 1ª.partida do técnico Cláudio Coutinho que assumia a Seleção substituindo Osvaldo Brandão que havia ficado entre julho/75 a fevereiro/77.

06/03/1977
COMB.VASCO-BOTA 1×0 COMB.FLA-FLU
Estádio do Maracanã – Juiz Rubens de Sousa Carvalho – Renda Cr$ 382.885,00 – Público: 17.539 – Gol. Perivaldo aos 40 do 2º.tempo.
COMB.VASCO-BOTA – Mazzaropi, Orlando (Perivaldo), Geraldo, Rene e Rodrigues Neto; Zé Mário, Zanata (Odélio) e Dirceu; Luis Fumanchu (Tiquinho), Manfrini (Ramon) e Dé.
COMB.FLA-FLU – Félix, Toninho, Miguel, Dequinha e Junior; Merica, Cléber (Paulo Roberto) e Luis Carlos (Dendê); Paulinho (Geraldão), Doval e Luís Paulo.
Comentário: mais um jogo com muito jogador de qualidade.

05/06/1977
BRASIL 4×2 COMB.CARIOCA
Estádio do Maracanã – Juiz Airton Vieira de Moraes – Renda Cr$ 548.152,50 – Público: 20.883 – Gols: Gil aos 13, Marcelo aos 19, Roberto aos 39 e Rivelino aos 44 do 1º.tempo. Ramón (COMB) aos 25 e 31 do 2º.tempo.
BRASIL – Leão, Zé Maria (Orlando), Amaral, Edinho e Rodrigues Neto; Toninho Cerezzo (Pintinho), Rivelino (Dirceu) e Paulo Isidoro; Gil, Roberto (Perivaldo) e Marcelo.
COM.CARIOCA – Mazzaropi, Toninho (Perivaldo), Abel, Osmar e Marco Antônio (Vanderlei); Zé Mário, Zanata (Merica) e Carpeggiani; Osni (Luisinho), Nilson Dias e Dé (Ramón).
Comentário: Público muito ruim pela qualidade de jogadores que estavam em campo. Esta Seleção já era a base para a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, onde não iriam Paulo Isidoro e Marcelo (o Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro). Ainda sem o atacante Reinaldo, que justamente no campeonato brasileiro que seria disputado em 1977 marcaria 28 gols e seria então convocado. O Vanderlei que estava no Comb.Carioca é o Vanderlei Luxemburgo, técnico vitorioso a partir dos anos 1990.

16/06/1977
SEL.PAULISTA 1×1 BRASIL
Estádio do Morumbi – Juiz José Roberto Wright – Renda Cr$ 3.186.570,00 – Público: 102.308 – Gols: Paulo César aos 4 e Cláudio Mineiro (SEL-P) aos 28 do 2º.tempo.
SEL.PAULISTA – Waldir Peres, Gilberto, Beto Fuscão (Mauro), Zé Eduardo (Nei) e Cláudio Mineiro; Badeco (Zenon), Ademir da Guia e Vaguinho (Lúcio); Palhinha (Sócrates), Eneás e Zé Sérgio.
BRASIL – Leão, Zé Maria, Amaral, Luis Pereira e Rodrigues Neto (Marinho); Toninho Cerezo (Pintinho), Rivelino (Dirceu) e Zé Mário; Roberto, Zico (Paulo Isidoro) e Paulo César.
Comentário: Excelente público em São Paulo para este amistoso. A seleção brasileira experimentava jogadores para a Copa de 1978.

1978
12/03/1978
COMB.INTERIOR-RJ 0x7 BRASIL
Estádio Caio Martins (Niterói-RJ) – Juiz Luis Carlos Félix – Renda Cr$ não divulgada – Público: 12.000 (estimado) – Gols: Zico aos 36 e 43 do 1º.tempo. Zico aos 16 e 24, Nunes aos 25, Zico aos 28 e Rivelino aos 43 do 2º.tempo.
COMB.INTERIOR-RJ – Paulo Sérgio (Augusto), Marinho (Totonho), Paulo Marcos (Luisinho), Adilson e Jorge Luis (Valdir); Márcio (Sérgio), Índio e Wilson Bispo; Luis Carlos (Adilson), Té e Paulo César.
BRASIL – Leão, Toninho, Oscar, Amaral e Edinho; Toninho Cerezo (Batista), Rivelino e Dirceu, Tarcísio, Zico e Reinaldo (Nunes) – Técnico Cláudio Coutinho.
Comentário: Há alguns meses da Copa 1978, jogadores como Luis Pereira, Marinho, Pintinho. Paulo Isidoro e Paulo César não estão mais nas convocações. Surgem jogadores como Oscar, Batista e Reinaldo que iriam para a Copa 1978. Pelo Combinado do Interior, o goleiro Paulo Sérgio e o atacante Té seriam jogadores do Botafogo anos depois.

19/03/1978
SEL.GOIANA 1×3 BRASIL
Estádio Serra Dourada-GO – Juiz Airton Vieira de Morais – Renda Cr$ 4.559.880,00 – Público: 75.998 – Gols: Reinaldo aos 12 e Zico (P) aos 33 do 1º.tempo. Rinaldo (SEL) a 1 e Tarcísio aos 12 do 2º.tempo.
SEL.GOIANA – Marcos, Nonoca, Wilson, Zé Luis e Donizetti; Matinha (Celso), Pastoril (Gilberto) e Píter; Rangel, Sérgio Luis e Rinaldo.
BRASIL – Leão, Toninho, Oscar, Amaral (Polozzi) e Edinho; Toninho Cerezo, Rivelino e Zico; Tarcísio, Reinaldo (Nunes) e Dirceu. Técnico Cláudio Coutinho.
Comentário: A seleção ainda tinha dúvidas com algumas posições. Pelo menos 2 ou 3 jogadores novos ainda fariam parte da seleção na Copa de 1978.

22/03/1978
SEL.PARANAENSE 0x1 BRASIL
Estádio Couto Pereira-PR – Juiz Airton Vieira de Morais – Renda: Cr$ 2.685.630,00 – Público: 53.078 – Gol: Nunes 44 do 2º.tempo.
SEL.PARANAENSE – Altevir, Hermes, Gilberto, Deodoro e Cláudio Marques (Raul); Didi, Rota (Adílson) e Nivaldo; Wilson, Bira Lopes (Edu) e Aladim.
BRASIL – Leão, Toninho, Oscar, Amaral e Edinho; Toninho Cerezo (Batista), Rivelino e Dirceu; Tarcísio, Reinaldo (Nunes) e Zico. Técnico Cláudio Coutinho.
Comentário: Na reta final para a definição para a Copa de 1978, a seleção ainda jogaria dois amistosos no mês de maio.

13/05/1978
SEL.PERNAMBUCANA 0x0 BRASIL
Estádio do Arruda-PE – Juiz Sebastião Rufino – Renda Cr$ 1.835.850,00 – Público: 39.418
SEL.PERNAMBUCANA – Joel Mendes, Carlos Alberto Barbosa (Jorge Luis), Paranhos, Marião e Chico Fraga (Darci); Givanildo, Biro-Biro (Wilson Carrasco) e Luis Fumanchu; Campos (Totonho), Mauro (Didi Duarte) e Joãozinho.
BRASIL – Leão, Zé Maria (Toninho), Oscar, Polozzi e Edinho; Cerezo, Batista e Zé Sérgio (Jorge Mendonça), Zico, Nunes e Dirceu.
Comentário: penúltimo amistoso antes da copa. Desta escalação, Zé Maria e Nunes não seriam convocados.

25/05/1978
SEL.GAÚCHA 2×2 BRASIL
Estádio Beira Rio-RS – Juiz Airton Vieira de Morais – Cr$ não divulgada – Público: 65.000 – Gols: Toninho a 1, Nelinho aos 10 e Lúcio (SEL) aos 29 do 1º.tempo. Éder (SEL-P) aos 42 do 2º.tempo.
Sel.GAÚCHA – Corbo, Lúcio, Salomon, Oberdâ e Tabajara (Ladinho); Caçapava (Jair), Tadeu e Falcão; Tarcísio, André e Éder.
BRASIL – Leão (Carlos), Nelinho (Zé Sérgio), Abel, Polozzi e Rodrigues Neto; Batista, Toninho Cerezo (Dirceu) e Chicão; Toninho, Reinaldo (Roberto) e Jorge Mendonça.
Comentário: A convocação para a Copa de 1978 deixaria de fora jogadores como Paulo Roberto Falcão (do Internacional que jogava muito naquele momento), Tarcisio (que chegou a ser convocado algumas vezes), Nunes (atacante que estava no Santa Cruz e logo iria para o Fluminense e depois para o Flamengo) e alguns outros jogadores de São Paulo e Minas Gerais como Sócrates, Rui Rei, Marcelo Oliveira, Zenon (que seria campeão brasileiro pelo Guarani meses depois), Palhinha (que formaria uma incrível dupla com Sócrates no Corinthians), o lateral Junior do Flamengo e também Paulo César Carpeggiani (que tinha saído do Internacional quando formava o meio de campo com Batista e Falcão). Enfim, o final dos anos 1970 proporcionava uma grande quantidade de muito bons jogadores.

03/04/1980
BRASIL 7×1 SELEÇÃO DE NOVOS
Estádio do Maracanã – Renda Cr$ 819.310,00 – Público: 12.788 – Gols: Falcão aos 5, Reinaldo aos 19 e Zico (P) aos 23 do 1º.tempo. Robertinho (SEL) aos 15, Reinaldo aos 26, Joãozinho aos 28, Zico (P) aos 34 e Baltasar aos 38 do 2º.tempo.
BRASIL – Carlos (Raul), Nelinho, Amaral (Rondinelli), Luisinho e Junior (Pedrinho); Batista (Toninho Cerezo), Falcão (Sócrates) e Zico; Tarcísio (Zé Sérgio), Reinaldo (Baltasar) e Joãozinho.
SEL.NOVOS – Marolla (Gilmar), Luis Cláudio I, Luis Cláudio II, Mauro Galvão (André) e João Luis (Airton); Mococa, Biro-Biro (Jorginho) e Cristóvão; Marinho, Baltasar (Robertinho) e Romulo (Almir).
Comentário: em abril/1980 o Tele Santana assumia a Seleção. Futuros grandes jogadores já surgiam pela Seleção de Novos, e a base para a Copa de 1982 se fazia com Junior, Falcão, Sócrates e Zico. Um jogador que ficaria fora de 1982 seria o atacante Reinaldo, pelas contusões que atrapalhava sua carreira. Serginho seria o substituto.

01/05/1980
SEL.MINEIRA 0x4 BRASIL
Estádio Serejão-DF – Juiz José Mario Vinhas – Renda Cr$ portões abertos – Público: 40.000 (estimado) – Gols: Serginho aos 12, Renato aos 23, Sócrates aos 30 e Renato aos 45 do 1º.tempo.
SEL.MINEIRA – João Leite (Luis Antônio), Orlando, Osmar, Zezinho Figueroa e Jorge Valença (Donizetti); Chicão (Nélio), Palhinha (Pedrinho) e Alexandre; Eduardo, Roberto César (Fernando Roberto) e Éder.
BRASIL – Carlos (Raul), Nelinho, Amaral (Rondinelli), Luisinho e Junior (Pedrinho); Toninho Cerezo, Sócrates e Renato (Andrade); Paulo Isidoro, Serginho e Zé Sérgio (João Paulo).
Comentário: as mudanças ocorriam, da seleção mineira participavam Chicão (que tinha vinho do São Paulo para o Atlético-MG), Palhinha (do Corinthians para o Atlético-MG) e também Éder (do Grêmio para o Atlético-MG), e este último logo iria para a Seleção. Pela Seleção do Brasil, Renato que havia surgido no Guarani em 1978 conquistava sua vaga, assim como o atacante Paulo Isidoro, que do Grêmio iria para o também Atlético-MG, um dos elencos mais fortes naquele ano.

Sem saudosismos, foi uma bela pesquisa do SiteFUTEBOL, numa época mais apaixonada em que a nossa seleção jogava pelo país a fora, em vários Estádios que haviam sido construídos, e com uma bela geração desde o início dos anos 1970 até o outra que já se consolidava na virada para os anos 1980.
Infelizmente, este grupo de grandes jogadores, nestes confrontos interessantes de combinados de clubes e seleções estaduais, passaram por pelo menos 4 copas do mundo (1974-1978-1982-1986) sem nenhuma conquista,
Nem por isso, o futebol daquela época deixa de ter sido especial. Aquele torcedor que pôde acompanhar pelo menos um pouco sabe do que falamos. Muita qualidade, muita bola, enfim, grandes jogos.

FOTO: Foto-Anibal-Philot-Agencia-Globo

Post Anterior
Informativo em Revista - Edição 23 - fevereiro/2019.
Próximo Post
Atualizando notícias do futebol.....2019

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.