InícioMomento HistóricoBRASIL, 15 anos do pentacampeonato.

BRASIL, 15 anos do pentacampeonato.

HÁ 15 ANOS
Numa manhã de domingo, a seleção brasileira alcançava sua 7ª.vitória na Copa do Mundo sediada no Japão e Coréia do Sul e conquistava seu pentacampeonato mundial.
Lembrando que os jogos do Brasil eram sempre bem cedinho, pelo fuso horário. Quando os jogos acabavam, a rotina voltava.
O capitão Cafu levantava a taça sobre um pedestal montado no campo logo após a partida, e por uma ironia, pois o capitão designado pela comissão técnica antes do início da Copa seria o meio de campo Emerson, que seria cortado após contundir-se num treino recreativo, quando atuava no gol. Em seu lugar foi convocado meia-esquerda Ricardinho.

ARTILHARIA
O atacante Ronaldo, tornaria-se o artilheiro da Copa, com 8 gols, superando as últimas sete Copas em que o artilheiro chegara ao máximo de 7 gols, igualava-se ao Pelé com 12 gols em Copas, ficando atrás de Fontaine (França) com 13 gols e Gerth Muller (Alemanha) com 14 gols. Foi o retorno consagrado de Ronaldo, depois de passar pelos problemas no joelho, após a grave lesão em 1999.
Na Copa de 2006, Ronaldo marcaria mais 3 gols e seria o maior artilheiro em Copas com 15 gols. Nesta Copa de 2002, estreiaria o atacante Milasev Klose (Alemão) que viria a participar das 4 Copas seguintes e justamente na Copa do Mundo no Brasil em 2014, bateria o recorde de Ronaldo, ao alcançar 16 gols na história das Copas.
A Copa contou com a participação das então 7 campeãs mundiais, e a França (campeão em 1998) seria eliminada na primeira fase da competição, igualando ao Brasil, que em 1966 (então bi-campeão do mundo) fora eliminado também na primeira fase. Podia não parecer algo comum, mas em 2010 a Itália também foi eliminada na primeira fase e a Espanha em 2014, ambas campeãs nas copas anteriores.
Em 2002, alcançava o total de 70 seleções participantes na história das copas, sem considerar as questões de unificação da Alemanha, e desmembramentos da URSS, Tchecoslováquia e Iugoslávia.
Em termos de artilharia, 5 jogadores em copas diferentes, marcaram gols em todas as partidas disputadas, considerando apenas 4 jogos nas copas de 1930/1938/1950, 6 jogos em 1958/1970.
Em 2002, Ronaldo marcou em 6 jogos porém com o sistema de disputa com 7 jogos até a decisão, ele igualou o recorde de partidas, mas não em todas as partidas.
Interessante mais ainda, foi que pela primeira vez, dois jogadores da mesma seleção (Ronaldo e Rivaldo), marcavam nos 4 primeiros jogos do Brasil, o Rivaldo seguiria marcando na 5ª.partida (igualando àqueles que marcaram nas 6 partidas em 1958/1970 – e seria igualado pelo James Rodrigues da Colômbia na copa de 2014), quando justamente nesta 5ª.partida quando Ronaldo não marcou, e voltaria a marcar nas duas últimas. Ou seja, o atacante brasileiro teve a possibilidade de ter marcado em todas as 7 partidas da Copa.
Outros dois jogadores também marcaram em 6 partidas, em Copas com 7 jogos disputados: o italiano Schillaci em 1990 e o croata Suker em 1998.

DISPUTA
A copa teve 48 partidas na primeira fase, com 32 participantes divididos em 8 grupos, tendo sido marcado 128 gols com média de 2,66 gols por partida. Na sequência mais 16 partidas foram disputadas, nos confrontos eliminatórios, com 5 jogos chegado à prorrogação e entre estes, 2 confrontos decididos nos pênaltis.
Na decisão, Brasil e Alemanha se enfrentariam pela primeira vez em Copas, com o Brasil conquistando o penta. E justamente o segundo confronto em Copas, seria a trágica semifinal de 2014, com os 7×1 da Alemanha. Agora em 2018 já está marcado o amistoso de reencontro destas seleções, em 27 de março, em Berlin.
Caso a Alemanha tivesse conquistado a Copa de 2002, igualaria ao Brasil com ambas tetracampeãs. Anteriormente, em 1970 (eram bi) e em 1994 (eram tri), o Brasil desempatava com a Itália. Também em 1982, Itália e Alemanha eram bi, e a Itália tornava-se tri.
Em 1986, a Argentina igualava-se à Alemanha com 2 títulos, que em 1990, com ambas na final novamente, a Alemanha chegava ao tri. E ainda em 2014, na terceira final entre as duas, novamente a Alemanha conquistava o título, chegando ao tetra.

EM 2018, 16 ANOS DEPOIS
Parece que tá difícil que os adversários se igualem ao Brasil em número de títulos.
Com a atual fase da nossa Seleção, recuperando-se da pívia participação em 2014, já podemos acreditar que em 2018 não seremos igualados por Alemanha ou Itália.
A campanha em 2002 foi todas com vitórias: 2×1 na Turquia, 4×0 na China e 5×2 na Costa Rica todas na primeira fase; nas Oitavas fez 2×0 na Bélgica, nas Quartas fez 2×1 na Inglaterra, nas Semifinais fazia 1×0 na Turquia, e na decisão 2×0 na Alemanha.
Brasil, pentacampeão mundial !!!!!!

Post Anterior
FIFA, breve história e suas atuações.
Próximo Post
Copa das Confederações: Alemanha x Chile na decisão.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.