InícioAtualidadesCampeões: Independiente Del Valle, Bragantino-SP e Cuiabá-MT.

Campeões: Independiente Del Valle, Bragantino-SP e Cuiabá-MT.

Clubes comemorando….
Nas últimas semanas, enquanto aguardamos as rodadas finais do Brasileiro assim como a tão esperada decisão da Libertadores, alguns clubes comemoram títulos.

SUL-AMERICANA
O Independiente Del Valle do Equador conquistou a Sul-Americana na decisão contra o Lanus da Argentina, em partida única disputada em Assunção, Paraguai. Além dos gols do placar de 3×1 o jogo tempo chuva constante e uma tempestade durante do 2º.tempo. A vitória dos equatorianos lhe deram seu 1º.título da competição e também de competição sul-americana. Este foi o 16º. à conquistar a Copa Sul-Americana (desde 2002 – 18ª. edições) que foi a união da Copa Mercosul e Copa Merconorte, e que anteriormente eram Supercopa e Copa Conmebol.
A seguir as campanhas dos finalistas. Na competição tivemos 7 clubes brasileiros que foram sendo eliminados pelas fases, ficando Corinthians e Atlético-MG nas semifinais, quando estes enfrentaram os finalistas.
Detalhe desta conquista é que jogará a RECOPA de 2020, em duas partidas, contra o vencedor de River Plate x Flamengo, da decisão da Libertadores.

Campanha do campeão
Primeira Fase
20.03.2019 – 0x2 Union Santa Fé-F
17.04.2019 – 2×0 Union Sanat Fé-C (pe.4×2)
Segunda Fase
23.05.2019 – 3×0 Univ.Católica-C
30.05.2019 – 2×3 Univ.Católica-F
Oitavas de Finais
10.07.2019 – 0x0 Caracas-F
17.07.2019 – 2×0 Caracas-C
Quartas de Finais
06.08.2019 – 1×2 Independiente-F
13.08.2019 – 1×0 Independiente-C
Semifinais
18.09.2019 – 2×0 Corinthians-F
25.09.2019 – 2×2 Corinthians-C
Decisão
08.11.2019 – 3×1 Colon-N

COPA SUL-AMERICANA
2002 San Lorenzo (1) – Atl.Nacional (-)
2003 Cienciano (1) – River Plate (-)
2004 Boca Juniors (1) – Bolivar (-)
2005 Boca Juniors (2) – Pumas (-)
2006 Pachuca (1) – Colo-Colo (-)
2007 Arsenal (1) – América-Méx (-)
2008 Internacional (1) – Estudiantes (-)
2009 LDU Quito (1) – Fluminense (-)
2010 Independiente (1) – Goiás (-)
2011 Univ.Chile (1) – LDU Quito (1)
2012 São Paulo (1) – Tigre (-)
2013 Lanus (1) – Ponte Preta (-)
2014 River Plate (1) – Atl.Nacional (-)
2015 Indep.Santa Fé (1) – Huracan-ARG (-)
2016 Chapecoense (1) – Atl.Nacional (-)
2017 Independiente (2) – Flamengo (-)
2018 Atlético-PR (1) – Junior Barranq. (-)
2019 Indep.Del Valle (1) – Colon (-)

Independiente (2), Boca Juniors (2), Indep.Del Valle (1), Atlético-PR (1), Chapecoense (1), Indep.Santa Fé (1), River Plate (1), Lanus (1), São Paulo (1), San Lorenzo (1), Cienciano (1), Pachuca (1), Arsenal (1), Internacional (1), LDU Quito (1) e Univ.Chile (1).

BRASILEIRO da 2ª.divisão
Um remodelado e reforçado Bragantino-SP retorna ao cenário do futebol brasileiro, com o título da 2ª.divisão, exatos 30 anos depois de conquistar a mesma competição, quando saída de um do interior paulista para disputas no brasileiro e até em competições sul-americanas.
O clube foi fundado em 1928 e teve uma participação isolada na 1ª.divisão paulista em 1966. Retornaria em 1989 depois do título da Divisão Intermediária. Dois depois, em 1990 conquista o título paulista na decisão “caipira” contra o Novorizontino, apenas 4 anos depois da conquista da Inter Limeira em 1986. Naquela década incomodaria muito time grande, quando ainda conquistara a 2ª.divisão do brasileiro contra o São José-SP, e decidiria a 1ª.divisão do brasileiro de 1991 contra o São Paulo. Até em 1998 esteve na elite nacional quando seria rebaixado para a 2ª.divisão onde ficaria até 2002. Em 2003 e depois em 2007 esteve na 3ª.divisão quando subiria para a Segundona em 2008, ficando até 2016. Quando poderia ficar por baixo, retorna em 2019 para a 2ª.divisão e com os investimentos, jogadores e administração do Red Bull Brasil (se instalou em Campinas em 2007 montando um time que disputou desde a 2ª.divisão (4ª.divisão na prática) e chegava à 1ª.divisão em 2015).
Com campanha regular e sequências de vitórias o time foi liderando o campeonato e conquistou o título de forma antecipada há 5 rodadas do final. Está subindo já com o Sport, e com a disputa de vagas por Coritiba-PR, Atlético-GO e América-MG.

COPA VERDE
Neste meio de semana o Cuiabá-MT demonstrou que está se firmando no cenário nacional com a sua 2ª.conquista da Copa Verde, um clube fundado em 2001 e que já tem uma hegemonia recente no futebol matogrossense.
A conquista foi sobre o Paysandu-PA, lá em Belém, diante de 31.000 pessoas, ao vencer o time paraense por 1×0 com um gol aos 96 minutos, revertendo o 0x1 que sofrera em Cuiabá. Nos pênaltis foi mais eficiente vencendo por 5×4. Foi sua 2ª.conquista da competição, a outra em 2015 (a 2ª.edição) sobre o Remo, também de Belém.
A 1ª.edição, em 2014, foi conquistada pelo Brasília-DF sobre o Paysandu-PA (finalistas em 5 das 6 edições da competição). O Paysandu foi campeão em 2016 (sobre o Gama-DF) e em 2018 (sobre o Atlético-ES), e tivemos ainda a conquista do Luverdense-MT em 2017 em decisão contra o Paysandu-PA.
Esta competição surgiu em 2014 como a união da Copa Centro-Oeste e da Copa Norte, com clubes das duas regiões do país. Este ano foi disputada depois da 4ª.divisão do Brasileiro ocupando o calendário do 2º.semestre.
Ao final desta temporada, o Paysandu-PA permaneceu na 3ª.divisão do Brasileiro e o Cuiabá-MT além de estar na 2ª.divisão nacional também já se garantiu nas Oitavas de Finais da Copa do Brasil de 2020.
A campanha do Cuiabá-MT foi com 8 partidas e 4 vitórias.

Oitavas de Finais
07.08.2019 – 2×1 Iporá-GO-F
14.08.2019 – 0x1 Iporá-GO-C (pe.6×5)
Quartas de Finais
04.09.2019 – 1×1 Costa Rica-MS-F
11.09.2019 – 2×1 Costa Rica-MS-C
Semifinais
18.09.2019 – 0x1 Goiás-F
23.10.2019 – 2×1 Goiás-C (pe.4×3)
Decisão
14.11.2019 – 0x1 Paysandu-PA-C
20.11.2019 – 1×0 Paysandu-PA-F (pe.5×4)

FOTO: cidadeverde.com

Post Anterior
Seleções e a última Data FIFA de 2019 - Eurocopa e Eliminatórias.
Próximo Post
Informativo em Revista - Edição 32 - outubro/2019.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.