InícioClubesChapecoense, 45 anos, uma história a ser contada.

Chapecoense, 45 anos, uma história a ser contada.

Chapecoense, 5 anos no cenário nacional e sul-americano.
Em novembro de 2013, quando terminava o campeonato brasileiro da 2ª.divisão, com o Palmeiras campeão, também subia como vice-campeã, a Associação Chapecoense de Futebol, um clube que lá no distante 1978 havia disputado o campeonato brasileiro, na época que havia apenas uma divisão principal (jogaria também em 1979).
E o que esperar de um clube pequeno do interior de Santa Catarina, que provavelmente tentaria se manter na 1ª.divisão do brasileiro, numa longa competição de 38 rodadas de pontos corridos.

Mas tudo tinha começava há 40 anos daquela data, em 10/05/1973, na cidade de Chapecó-SC, num período de transformações no futebol catarinense, quando também surgiram o Joinville (da união de América e Caxias) e do Criciúma (da mudança de nome do Comerciário, e algumas fusões antes).
E antes disso, há registros de participação do Clube Atlético Chapecoense nos campeonatos catarinenses de 1961, 1964, 1965 e 1966.
A fundação da atual Chapecoense teve origens neste Atlético Chapecoense e no Independente, clubes que não tinha uma estrutura melhor para alcançar resultados melhores no futebol profissional. Em setembro de 1974 o clube disputa sua 1ª.partida pelo campeonato estadual, que terminaria na 6ª.colocação. O clube seguiu forte nos anos seguintes, e em 1977, em partida extra contra o Avaí o clube conquistaria seu 1º.título estadual. Nos dois anos seguintes, foi vice estadual e participou da 1ª.divisão do brasileiro. Outros títulos estaduais viriam em 1996, 2007 e 2011. Participou também da 2ª. e 3ª. divisões do Brasileiro.

No cenário catarinense, ganhou a sua importância, e passou a enfrentar os rivais Joinville e Criciúma, além dos clubes da capital, o Avaí e o Figueirense. Mas depois do título de 2007, o clube conseguia apenas participar da 3ª.divisão nacional. E quando em 2008 esta divisão reduziu para 20 participantes, e seria criada a 4ª.divisão do brasileiro, tudo seria mais difícil para clubes pequenos ascenderem no futebol brasileiro.
Em 2009, a Chapecoense estava na 4ª.divisão nacional e sua excepcional campanha o levaria as semifinais e um acesso garantido para a 3ª.divisão.
Nos 3 anos seguintes, até 2012, o clube seguia na 3ª.divisão do brasileiro e conquistava seu estadual de 2011. E ter chegado as semifinais da Terceirona em 2012, o acesso para a 2ª.divisão nacional estava garantido. Aquilo que pareceria uma meta já atingida, e a ser mantida, colocava o clube num campeonato de 38 rodadas, com clubes muito mais estruturados e conhecidos como Palmeiras, Sport, Bragantino, São Caetano, ABC, Ceará, América-RN e Paysandu-PA, além dos conterrâneos do Estado, o Avaí, Joinville e Figueirense. Quem estava na 1ª.divisão era o Criciúma, representando Santa Catarina na elite. A campanha seria sólida e estar sempre entre os primeiros colocados motivava o time que nas rodadas finais comemoravam o acesso.

Entre 2014 e 2016, o ano que não terminou….
Depois do fracasso no campeonato estadual de 2014 e também eliminado na Segunda Fase da Copa do Brasil contra o Ceará, o momento não era bom para estrear na 1ª.divisão do Brasileiro.
A 1ª.vitória viria somente na 7ª.rodada contra o Palmeiras por 2×0, que também vinha da 2ª.divisão do ano anterior. Antes disso já tinha sido derrotado por Corinthians e Grêmio em casa. Ainda no 1º.turno venceria o São Paulo no Morumbi, e em Chapecó ao Flamengo e o Fluminense. Derrotas para Santos, Internacional e Botafogo. Terminaria o 1º.turno na 15ª.colocação, a frente de Palmeiras, Coritiba, Bahia e Vitória-BA. No 2º.turno duas grandes vitórias por 5×0 sobre o Internacional, em Chapecó, e 4×1 no Fluminense no Maracanã. Também sofreria derrotas por 4×2 para Palmeiras e Goiás, esta na rodada final, quando já havia garantido permanência na 1ª.divisão antecipadamente, com 43 pontos, a frente do Palmeiras com 40 pontos, na 16ª.colocação, e os rebaixados Vitória-BA (38). Bahia (37), Botafogo (34) e Criciúma (32). Estava garantida sua participação na Copa Sul-Americana.

Em 2015, no Estadual vai para a Fase Final mas fica atrás de Figueirense e Joinville. Na Copa do Brasil nova eliminação, na segunda fase, nos pênaltis, contra o Sport em Chapecó, após ter vencido por 2×0 em Recife e perdido pelo mesmo placar em casa. Começa bem o Brasileiro com resultados alternados, vencendo Cruzeiro, Vasco, Grêmio e Fluminense mas perdendo para Corinthians, Flamengo, São Paulo. Foi se mantendo em posições intermediária com a 9ª.colocação na 15ª.rodada, na 18ª.rodada e na 1ª.rodada do 2º.turno. Seria derrotado por Corinthians (1×3), Santos (1×3), Flamengo (1×3), partidas disputadas na Arena Condá, mas também grandes vitórias contra Palmeiras (5×1) e fora de casa contra Grêmio (3×2) e Fluminense (3×2), este por sinal sofrendo a 4 derrotas nos 4 confrontos destes dois anos de brasileiro.
A campanha declinaria um pouco, mas os 47 pontos conquistados garantiram a 14ª.colocação, distante dos 42 pontos do Avaí, o primeiro rebaixado. Paralelamente ao Brasileiro, desde agosto, o clube disputava a Copa Sul-Americana, passando por Ponte Preta (1×1 3×0), pelo Libertad do Paraguaio nos pênaltis depois de 1×1, 1×1, e enfrentaria um grande argentino, o River Plate, sendo derrotado em Buenos Aires por 3×1 e vitória por 2×1 aqui em Santa Catarina, ficando por 1 gols de uma disputa nos pênaltis. O 2º.ano na elite, e disputando uma competição internacional já era de orgulho para o clube, os torcedores e a cidade.

CAMPANHA EM 2014
1º.turno
19.04.2014 – 0x0 Coritiba-C
27.04.2014 – 0x0 Sport-F
04.05.2014 – 0x1 Corinthians-C
11.05.2014 – 1×2 Grêmio-C
18.05.2014 – 1×1 Atlético-PR-F
21.05.2014 – 0x1 Criciúma-F
25.05.2014 – 2×0 Palmeiras-C
28.05.2014 – 0x2 Internacional-F
01.06.2014 – 2×1 Bahia-C
19.07.2014 – 1×0 São Paulo-F
26.07.2014 – 0x3 Santos-F
03.08.2014 – 1×0 Flamengo-C
06.08.2014 – 1×1 Atlético-MG-C
10.08.2014 – 0x1 Figueirense-C
17.08.2014 – 0x0 Vitória-BA-F
20.08.2014 – 1×0 Fluminense-C
23.08.2014 – 0x1 Botafogo-F
30.08.2014 – 2×4 Cruzeiro-F
06.09.2014 – 0x0 Goiás-C
2º.turno
10.09.2014 – 0x3 Coritiba-F
13.09.2014 – 3×1 Sport-C
18.09.2014 – 1×1 Corinthians-F
21.09.2014 – 0x1 Grêmio-F
24.09.2014 – 3×0 Atlético-PR-C
27.09.2014 – 1×1 Criciúma-C
02.10.2014 – 2×4 Palmeiras-F
09.10.2014 – 5×0 Internacional-C
12.10.2014 – 1×0 Bahia-F
18.10.2014 – 0x1 Atlético-MG-F
22.10.2014 – 0x0 São Paulo-C
25.10.2014 – 1×1 Santos-C
02.11.2014 – 0x3 Flamengo-F
09.11.2014 – 0x1 Figueirense-F
16.11.2014 – 0x1 Vitória-BA-C
20.11.2014 – 4×1 Fluminense-F
23.11.2014 – 2×0 Botafogo-C
30.11.2014 – 1×1 Cruzeiro-C
07.12.2014 – 2×4 Goiás-F
CAMPANHA EM 2015
1º.turno
09.05.2015 – 2×1 Coritiba-C
16.05.2015 – 0x1 Corinthians-F
24.05.2015 – 1×0 Santos-C
30.05.2015 – 1×3 Ponte Preta-F
03.06.2015 – 2×0 Joinville-C
06.06.2015 – 0x1 Flamengo-F
13.06.2015 – 0x1 São Paulo-C
21.06.2015 – 1×0 Cruzeiro-F
27.06.2015 – 1×1 Sport-C
01.07.2015 – 0x2 Palmeiras-F
04.07.2015 – 1×0 Vasco-C
08.07.2015 – 1×0 Grêmio-C
12.07.2015 – 0x2 Avaí-F
19.07.2015 – 0x1 Atlético-PR-F
26.07.2015 – 2×1 Fluminense-C
01.08.2015 – 0x0 Internacional-F
09.08.2015 – 2×2 Figueirense-C
12.08.2015 – 0x0 Goiás-F
16.08.2015 – 2×1 Atlético-MG-C
2º.turno
23.08.2015 – 0x1 Coritiba-F
30.08.2015 – 1×3 Corinthians-C
03.09.2015 – 1×3 Santos-F
06.09.2015 – 0x0 Ponte Preta-C
10.09.2015 – 0x0 Joinville-F
13.09.2015 – 1×3 Flamengo-C
17.09.2015 – 0x0 São Paulo-F
20.09.2015 – 0x2 Cruzeiro-C
27.09.2015 – 0x3 Sport-F
04.10.2015 – 5×1 Palmeiras-C
15.10.2015 – 1×1 Vasco-F
18.10.2015 – 3×2 Grêmio-F
25.10.2015 – 0x0 Avaí-C
01.11.2015 – 0x0 Atlético-PR-C
07.11.2015 – 3×2 Fluminense-F
19.11.2015 – 1×0 Internacional-C
22.11.2015 – 0x0 Figueirense-F
29.11.2015 – 1×3 Goiás-C
06.12.2015 – 0x3 Atlético-MG-F

O ano de 2016 começaria muito bem com o 5º.título estadual conquistado sobre o Joinville com vitória por 1×0 fora de casa e empate em 1×1 em Chapecó. Na Copa do Brasil, eliminaria Princesa-AM Paraná, mas o empate em 1×1 contra o Atlético-PR em Chapecó, depois do 0x0 em Curitiba, deixaria o clube fora. Mas muita confiança existia para o 3º.ano no Brasileiro e também a Copa Sul-Americana.
Em 5º.rodadas, o clube estava na 6ª.colocação, na 10ª.rodada na 8ª.rodada, fechando o turno em 11º.lugar. Uma derrota por 5×1 para o Sport tinha sido o pior resultado, mas vitórias sobre o Cruzeiro e Botafogo, e empates contra Internacional, Flamengo, Fluminense, Grêmio, São Paulo e Palmeiras, mostrava sempre que o clube não se intimidava contra os grandes. Bons resultados aconteciam. Na 25ª.rodada mantinha-se na 9ª.colocação e 5 rodadas depois, um pouco abaixo, na 11ª.colocação, em 13 de outubro.
Pela Copa Sul-Americana já havia eliminado o Cuiabá-MT e o Independiente da Argentina. Agora iria para o confronto contra o Junior Barranquilla.
No Brasileiro, o time havia vencido novamente o Fluminense no Maracanã, o único dos grandes que não conseguia vencer o time catarinense, mas 3 derrotas seguidas para Grêmio, Vitória-Ba e Atlético-PR. A 5 rodadas do final, empate com o Corinthians e vitórias contra Figueirense, Botafogo e São Paulo.
Em 26 de outubro eliminava o Junior Barranquilla com 3×0 na Arena Condá uma classificação para as semifinais da competição sul-americana.
Em 27 de novembro enfrentava o Palmeiras em São Paulo e a derrota por 1×0 não afetava sua 9ª.colocação, e ao mesmo tempo garantia o título brasileiro ao time paulista. Dias antes, o 0x0 contra o San Lorenzo em Chapecó garantia sua classificação para a decisão, fato mais que inédito, numa sequência perfeita do ano de 2016, bem no brasileiro e campeão estadual.
Na madrugada de 29/11, tudo isso era modificado de por trágica com o acidente aéreo. O clube ficaria com o título da Copa Sul-Americana, cedido pelo adversário, e o ano terminava…………………

CAMPANHA DE 2016
1º.turno
15.05.2016 – 0x0 Internacional-F
22.05.2016 – 3×1 América-MG-C
25.05.2016 – 2×2 Flamengo-F
28.05.2016 – 1×1 Santa Cruz-PE-C
01.06.2016 – 4×3 Coritiba-F
04.06.2016 – 0x0 Fluminense-C
11.06.2016 – 1×2 Ponte Preta-F
15.06.2016 – 3×3 Grêmio-C
19.06.2016 – 2×1 Viória-BA-F
23.06.2016 – 0x0 Atlético-PR-C
26.06.2016 – 1×5 Sport-F
29.06.2016 – 3×2 Cruzeiro-C
03.07.2016 – 0x3 Santos-F
09.07.2016 – 0x2 Corinthians-C
17.07.2016 – 1×1 Figueirense-F
24.07.2016 – 2×1 Botafogo-C
31.07.2016 – 2×2 São Paulo-F
04.08.2016 – 1×1 Palmeiras-C
08.08.2016 – 1×3 Atlético-MG-F
2º.turno
15.08.2016 – 1×0 Internacional-C
19.08.2016 – 2×1 América-MG-F
28.08.2016 – 1×3 Flamengo-C
07.09.2016 – 2×2 Santa Cruz-PE-F
11.09.2016 – 1×0 Coritiba-C
15.09.2016 – 2×1 Fluminense-F
18.09.2016 – 2×2 Ponte Preta-C
25.09.2016 – 0x1 Grêmio-F
01.10.2016 – 1×4 Vitória-BA-C
05.10.2016 – 1×3 Atlético-PR-F
12.10.2016 – 3×0 Sport-C
16.10.2016 – 0x0 Cruzeiro-F
23.10.2016 – 0x1 Santos-C
29.10.2016 – 1×1 Corinthians-F
06.11.2016 – 1×0 Figueirense-C
16.11.2016 – 2×0 Botafogo-F
20.11.2016 – 2×0 São Paulo-C
27.11.2016 – 0x1 Palmeiras-F
– Chapecoense x Atlético-MG não disputado.

Depois de sua fundação em 1973, o ano de 2017 seria um novo nascimento. Sabido que o clube tinha títulos, sua torcida, seus jogos históricos e suas estatísticas, mas como seria o futuro a partir de então ?
De forma surpreendente, o clube conquistava o bicampeonato estadual, contra o Avaí em duas partidas.
O título da Copa Sul-Americana havia garantido ao clube a vaga na Fase de Grupos da Libertadores, quando enfrentaria Zuliá, Lanus e Nacional-URU, mas uma eliminação. Paralelo a esta competição, o novo time Chapecoense vencia o Atl.Nacional por 2×1, pela decisão da RECOPA, e a 2ª.partida, na Colômbia seria no início de maio, apenas 5 meses depois do acidente, num Estádio lotado, e uma grande homenagem ao clube. A derrota por 4×1 daria o título ao time colombiano.
Mesmo se remontando o clube seguia com o calendário, disputando a Copa Sul-Americana e a Copa Suruga, entre adversário japonês e a Chapecoense que havia sido declarada campeã da Sul-Americana 2016.
Um grande homenagem receberia do Barcelona, com o convite para disputar o Torneio Juan Gamper, na Espanha, um sonho para qualquer time brasileiro, enfrentar um dos maiores clubes do mundo.
A campanha no Brasileiro de 2017 era muito boa, e na 7ª.rodada estava na 4ª.colocação porém na 11ª.rodada despencava para a 15ª.colocação, apesar dos 2 pontos que o separava da 6ª.colocação.
Na rodada final do 1º.turno, 3 pontos o separava da zona do rebaixamento. Não era fácil, um elenco e comissão seguir disputando uma temporada bem desgastante. Na 25ª.rodada, a 10ª.colocação era uma boa colocação, mas apenas 3 pontos do Z4. Foi se mantendo no meio da tabela de classificação até terminar na 8ª.colocação, depois de 4 vitórias nas última 5 rodadas. Uma vaga garantida na Libertadores. O clube parecia superar o ano historicamente difícil. Apesar de derrotas por 6×3 para o Grêmio e 5×1 para o Flamengo, o clube também havia vencido Palmeiras (duas vezes), Cruzeiro, São Paulo, Grêmio, Atlético-MG e Santos. O Fluminense novamente sofreria com empate e derrota, completando 8 confrontos sem derrotar o time catarinense.

CAMPANHA DE 2017
1º.turno
13.05.2017 – 1×1 Corinthians-F
20.05.2017 – 1×0 Palmeiras-C
29.05.2017 – 2×0 Avaí-C
04.06.2017 – 2×0 Cruzeiro-F
08.06.2017 – 3×6 Grêmio-C
11.06.2017 – 2×3 Ponte Preta-F
14.06.2017 – 2×1 Vasco-C
18.06.2017 – 0x2 Botafogo-C
22.06.2017 – 1×5 Flamengo-F
25.06.2017 – 0x1 Atlético-MG-C
03.07.2017 – 3×3 Fluminense-F
09.07.2017 – 1×1 Atlético-PR-C
13.07.2017 – 0x3 Sport-F
16.07.2017 – 2×0 São Paulo-C
19.07.2017 – 0x1 Santos-F
22.07.2017 – 2×1 Vitória-BA-F
30.07.2017 – 1×2 Atlético-GO-C
02.08.2017 – 1×1 Bahia-C
06.08.2017 – 0x2 Coritiba-F
2º.turno
20.08.2017 – 2×0 Palmeiras-F
23.08.2017 – 0x1 Corinthians-C
27.08.2017 – 0x1 Avaí-F
10.09.2017 – 1×2 Cruzeiro-C
17.09.2017 – 1×0 Grêmio-F
24.09.2017 – 1×0 Ponte Preta-C
30.09.2017 – 1×1 Vasco-F
11.10.2017 – 1×2 Botafogo-F
15.10.2017 – 0x1 Flamengo-C
18.10.2017 – 3×2 Atlético-MG-F
22.10.2017 – 2×0 Fluminense-C
28.10.2017 – 0x0 Atlético-PR-F
05.11.2017 – 1×1 Sport-C
09.11.2017 – 2×2 São Paulo-F
13.11.2017 – 2×0 Santos-C
16.11.2017 – 2×1 Vitória-BA-C
19.11.2017 – 1×1 Atlético-GO-F
26.11.2017 – 1×0 Bahia-F
03.12.2017 – 2×1 Coritiba-C
CAMPANHA DE 2018
1º.turno
15.04.2018 – 1×5 Atlético-PR-F
22.04.2018 – 1×1 Vasco-C
29.04.2018 – 0x0 Palmeiras-F
07.05.2018 – 1×1 Paraná-C
13.05.2018 – 3×2 Flamengo-C
21.05.2018 – 0x3 Internacional-F
26.05.2018 – 1×3 Fluminense-F
30.05.2018 – 2×0 Ceará-C
02.06.2018 – 3×3 Atlético-MG-F
06.06.2018 – 0x1 Vitória-BA-F
09.06.2018 – 2×0 Cruzeiro-C
13.06.2018 – 0x0 América-MG-F
19.07.2018 – 1×1 Bahia-C
22.07.2018 – 0x0 Santos-C
26.07.2018 – 0x1 Botafogo-F
29.07.2018 – 1×1 Grêmio-C
05.08.2018 – 1×1 Sport-F
12.08.2018 – 2×1 Corinthians-C
19.08.2018 – 0x2 São Paulo-F
2º.turno
26.08.2018 – 1×3 Vasco-F
02.09.2018 – 1×2 Palmeiras-C
05.09.2018 – 1×1 Paraná-F
08.09.2018 – 0x2 Flamengo-F
13.09.2018 – 2×1 Atlético-PR-C
17.09.2018 – 2×1 Internacional-C
24.09.2018 – 1×2 Fluminense-C
30.09.2018 – 1×3 Ceará-F
06.10.2018 – 1×0 Atlético-MG-C
14.10.2018 – 0x1 Vitória-BA-C
21.10.2018 – 0x3 Cruzeiro-F
27.10.2018 – 1×0 América-MG-C
04.11.2018 – 0x1 Bahia-F
12.11.2018 – 1×0 Santos-F
15.11.2018 – 0x1 Botafogo-C
18.11.2018 – 0x2 Grêmio-F
22.11.2018 – 2×1 Sport-C
25.11.2018 – 0x0 Corinthians-F
02.12.2018 – 1×0 São Paulo-C

O ano de 2018 poderia vir como um período em que o clube estaria mais organizado, objetivando manter-se tanto no campeonato brasileiro da 1ª.divisão, assim como boas participações nas demais competições.
Logo no Estadual, o clube vai para a decisão em partida única, contra o Figueirense, jogando na Arena Condá, em busca do inédito tricampeonato catarinense. Uma derrota adiava este objetivo. Na Libertadores, na fase classificatória, duas derrotas por 1×0 para o Nacional-URU também eliminava o clube, e na Copa do Brasil, em sua segunda fase, pelos mesmos 1×0 outra eliminação para o Corinthians. Só restava o campeonato brasileiro.
O clube passaria todo o 1º.turno na 15ª./16ª.colocação, até entrar na zona de rebaixamento na 15ª.rodada onde ficaria por 3 rodadas. Novamente entre a 22ª. e 24ª. rodadas, flertando com as últimas colocações.
Desta vez, em sua campanha, o time muito irregular não mostrava sinais de conseguir superar um ano de derrotas e eliminações. Em campo, perderia duas vezes para o Fluminense, mas também conseguiria vitórias sobre o Flamengo (3×2), Cruzeiro (2×0), Corinthians (2×1), estas no 1º.turno, e Internacional (2×1), Atlético-MG (1×0), Santos (1×0) e São Paulo (1×0), no 2º.turno, para conseguir escapar do rebaixamento. Ufa, um ano difícil.
O 6º.ano na 1ª.divisão em 2019, em 2014, não imaginado, estava garantido. O grande trauma de 2016 vai ficando para a história e clube comemorava em 10 de maio de 2018, seus 45 anos. Em 5 anos, no seu cinquentenário, com certeza todos esperam uma data especial para olhar pra trás toda sua história.

BATE-BOLA
E lá vamos com as estatísticas destes 5 anos jogando contra os 12 maiores clubes brasileiros. De início observando que não disputou 10 partidas no total contra todos os adversários, pois em 2014-2016 (Vasco), 2015 (Botafogo), 2017 (Internacional), estavam na 2ª.divisão e a partida contra o Atlético-MG em 2016, pelo 2º.turno, não foi realizada.

– total de 111 jogos, 39 vitórias, 26 empates, 46 derrotas, 122 gols a favor e 142 gols contra.
– maiores goleadas aplicadas: 5×0 Internacional (2014), 4×1 Fluminense (2014) e 5×1 Palmeiras (2015),
– maiores goleadas sofridas: 2×4 Cruzeiro (2014), 2×4 Palmeiras (2014), 3×6 Grêmio (2017) e 1×5 Flamengo (2017);
– vitórias no 1º.confronto: 2014 – 1×0 Flamengo, 1×0 Fluminense, 2×0 Palmeiras e 1×0 São Paulo;
– vitórias consecutivas: 4 vezes, 1×0, 4×1, 2×1, 3×2 Fluminense (2014-2015); 2 vezes, 1×0 e 3×2 Grêmio (2015), 2×1 e 2×0 Botafogo (2016), 2×0 e 2×0 São Paulo (uma em 2016 e outra em 2017) e, 1×0 e 2×0 Palmeiras (2017);
– maior número de vitórias contra um adversário: 6 contra o Fluminense; 4 contra Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo, todos que enfrentou 10 vezes; 4 contra Internacional contra quem jogou 8 vezes.

– demorou a alcançar sua 1ª.vitória: Corinthians na 9ª.partida (2018), anteriormente com 2 empates e 6 derrotas;
– ficou mais tempo sem vencer: Corinthians (8 partidas) e Flamengo (7 partidas).
– total de vitórias por ano: 2014 – 22 jogos com 7 vitórias; 2015 – 22 jogos com 10 vitórias; 2016 – 21 jogos com 6 vitórias; 2017 – 22 jogos com 9 vitórias; e 2018 – 24 jogos com 7 vitórias.
– times com quem mais empatou: Corinthians e São Paulo (4 empates em 10 partidas) e Vasco (3 empates em 6 partidas). Nunca empatou com o Botafogo em 8 jogos com 3 vitórias e 5 derrotas, as 4 última consecutivas, da mesma forma que sofreu 4 derrotas seguidas para o Santos. Outras 3 derrotas consecutivas para Atlético-MG, Flamengo e Corinthians.
– dobradinhas de vitórias em um ano: Fluminense (2014 e 2015), Grêmio (2015), Botafogo (2016) e Palmeiras (2017).
– dobradinhas de empates em um ano: não aconteceu.
– resultados iguais no mesmo ano: 0x1 para o Botafogo em 2018;
– contra quem marcou seus gols: Fluminense (19), Palmeiras (14), Grêmio (13), Cruzeiro (12), Atlético-MG (11 gols em 9 jogos), São Paulo (10), Flamengo (9), Internacional (9 gols em 8 jogos), Botafogo (7 gols em 8 jogos), Vasco (7 gols em 6 jogos), Corinthians (6) e Santos (5).
– de quem sofreu mais gols: Flamengo (22), Grêmio (18), Cruzeiro (14), Fluminense (13), Atlético-MG (12 em 9 jogos), Corinthians (12) e Santos (12).
– partida com mais gols: em 2017, Chapecoense 3×6 Grêmio.
– resultados de empates: 0x0 (8 vezes), 1×1 (11 vezes), 2×2 (3 vezes) e 3×3 (vezes);
– em 2016 tivemos todos os empates: 0x0 (2 vezes), 1×1 (2 vezes), 2×2 (2 vezes) e 3×3 (1 vez).

Sua história em 5 anos na 1ª.divisão.
– 190 jogos, 62 vitórias, 54 empates, 74 derrotas, 203 gols marcados, 240 gols sofridos.
– colocações: 2014 (15ª.), 2015 (14ª.), 2016 (11ª.), 2017 (8ª.) e 2018 (14ª.)
– ano de melhores ataques: 2016 (49 gols) e 2017 (47 gols).
– anos de mais gols sofridos: 2016 (53 gols) e 2018 (50 gols).
– maior números de vitórias em uma edição: 15 vitórias em 2017.

Post Anterior
2019, copas na Europa e América do Sul, o que vem por aí....
Próximo Post
Sucessos e Insucessos Brasileiros na América do Sul - 2000-2018, parte 2/2.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.