InícioClubesClubes tentando retornar à dias melhores.

Clubes tentando retornar à dias melhores.

Clubes tentando retornar à dias melhores.
Neste ano de 2019 que vai se encerrando muito tivemos a atenção às divisões do Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil, a Libertadores e ainda o Mundial de Clubes agora em dezembro.
Porém, pelos Estados do Brasil, clubes que outrora se destacaram e foram fortes em competições e conquistas tentaram retornar a momento melhores.
Selecionamos 10 clubes que em 2019 se destacaram e acima de tudo se esforçaram pra isso.

CARLOS RENAUX – BRUSQUE
Nos anos 1980 quando o Carlos Renaux e o Paysandu sofreram pelas dificuldades financeiras e pelas enchentes que atingiram a cidade de Brusque, logo fez surgir o Brusque, que agora em 2019 alcançou sua maior conquista, o Brasileiro da 4ª.divisão. Já o Paysandu continuou sem seu futebol e o Carlos Renaux há dois anos tem seu time profissional, na 3ª.divisão do campeonato catarinense, tendo sido eliminado nas duas oportunidades nas semifinais do campeonato, quando chegar a decisão já lhe daria acesso para a 2ª.divisão. Deve continuar com este objetivo, e talvez no futuro tenhamos o confronto de Brusque x Carlos Renaux, como já aconteceu no futebol do Estado com Joinville x Caxias.

GOIATUBA-GO
Todos lembram o título Estadual de 1992 sobre os grandes de Goiânia, quando o Goiatuba vencia os 6 confrontos do Quadrangular Final. Depois de 4 décadas disputando o campeonato goiano, o clube foi encontrando dificuldades nos anos 2000 até estar na 3ª.divisão estadual em 2010 e se afastar do futebol.
Até em 2009 surgia a Associação Atlética Goiatuba e jogaram até a 3ª.divisão de 2010 juntas, quando o Goiatuba-AA subiria para a 2ª.divisão em 2011 e também desaparecer.
Agora em 2019 o Goiatuba retornou de forma avassaladora vencendo os 11 jogos da 3ª.divisão e conquistando o título estadual, subindo para a 2ª.divisão em 2020. Poderá ser o retorno de um clube que já fez história no futebol goiano.

CAMPO GRANDE-RJ
Em 1962 o Campo Grande fazia sua estréia no campeonato carioca, enfrentando os grandes clubes cariocas daquela época. Assim continuou por mais de 30 anos até 1995 quando foi rebaixado. Participou da 1ª.divisão do Brasileiro em 1979 e 1983, além do título da Taça de Prata de 1982 (2ª.divisão do Brasileiro). Esteve em outras edições da 2ª. e 3ª.divisões do campeonato nacional.
Ao cair para a 2ª.divisão estadual em 1996 começava sua trajetória de declínio. Foram alguns anos até 2003 quando foi parar na 3ª.divisão. As vezes participava da Copa Rio e só. Até retornou em 2009 para a 2ª.divisão mas caiu no mesmo ano. Esteve ausente da 3ª. em 2012 e 2015, quando a situação piorou, pois em 2017 foi criada a 4ª.divisão estadual, e retornar devia ser nela. Isso acontece em 2017 com campanha regular, em 2018 chegando as semifinais e perdendo a vaga para a decisão nos pênaltis. Agora em 2019 a reação se confirmou, ao chegar a decisão contra o Ceres, e mesmo tornando-se vice, conseguiu acesso para a 3ª.divisão. Como será então agora ? Vamos torcer.

TUNA LUSO-PA, ALECRIM-RN e AUTO ESPORTE-PB
São 3 situações muito parecida, de clubes tradicionais das capitais destes Estados, que já foram campeões estaduais várias vezes, e até enfrentavam seus maiores rivais, como Remo-PA, Paysandu-PA, ABC-RN, América-RN, Botafogo-PB, Treze-PB e Campinense-PB.
Porém na última década isso foi ficando no passado. A Tuna Luso, desde 2014 só disputa a Fase Seletiva ou a 2ª.divisão estadual, e tem perdido espaço para outros pequenas equipes do interior do Pará, que além de conseguirem chegar à 1ª.divisão, mesmo que rebaixadas logo, até títulos como o Independente e Cametá.
O Auto Esporte-PB já até esteve na 2ª.divisão estadual em alguns períodos como em 2005-2006 e 2008-2009, mas desde 2010 vinha bem no campeonato paraibano. Foi rebaixado em 2018 e este ano continuou por lá.
O Alecrim vinha desde os anos 1950 disputando o campeonato potiguar junto com ABC e América. Mas em 2017 sucumbiu ao rebaixamento e tanto em 2018 quanto em 2019, chegou até a decisão da 2ª.divisão, mas foi derrotado sofrendo gol nos acréscimos (2018) e nos penaltis (2019). Como subia somente um, ele ficou para 2020.

SÃO RAIMUNDO-AM
Com um currículo de 7 títulos estaduais, o tricampeonato de 1997-1998-1999 e outro tricampeonato da Copa Norte 1999-2000-2001 e o brasileiro da 2ª.divisão entre 2000 e 2006, o clube foi se “apagando” no futebol amazonense até ser rebaixado para a 2ª.divisão em 2017. Teve a chance de jogar a “2ª.divisão” ainda em 2017, mas em 2018 caiu novamente. Em 2019 chegaria ate a decisão contra o “novato” Amazonas, mas vice. Como somente sobe o campeão, fica em 2020. E por falar em “novato”, o Manaus-AM fundado em 2013 vai fazendo história, ao ser o atual tricampeão estadual e apesar do vice na 4ª.divisão nacional, estará em 2020 na 3ª.divisão do Brasileiro, algo que o futebol amazonense não tem desde 2008 com o Fast Clube-AM.

ICASA-CE
Primeiramente, explicando que entre 1963 e 1998 existiu o Icasa-EC, que teve apenas 3 participações no brasileiro da 3ª.divisão em 1981, 1995 e 1998. Daí tornou-se Juazeiro até 2001 e foi fechado. Este Icasa conquistou, divididamente, o estadual de 1992 com Ceará, Fortaleza e Tiradentes.
Em 2002 surge a Associação Atlética Recreativa Icasa, que depois de 5 edições da 3ª.divisão nacional (entre 2005 e 2009) chegaria aos pontos corridos da 2ª.divisão em 2010 e 2011, e após rebaixamento em 2012, retorna para a 2ª.divisão em 2013 e 2014. Decidiu o campeonato cearense em 2005 e 2007, ambas contra o Fortaleza, e ambas derrotado na prorrogação, depois de dois confrontos.
Em 2016 tudo estava mal, rebaixado no cearense e na 4ª.divisão nacional. Nestes 3 anos de 2ª.divisão estadual até que chegou nas semifinais em 2018. Permanece em 2020.

BRASÍLIA-DF
Um dos mais tradicionais clubes do Distrito Federal, o Brasília chegaria ao seu ápice em 2014 ao conquistar a Copa Verde nos confrontos contra o Paysandu-PA. Em sua história, desde 1975, são 8 título estaduais e rivalidades contra o Gama e Taguatinga. Na 1ª.divisão do Brasileiro, foram 7 vezes (1977-1978-1979, 1981, 1983, 1984 e 1985) e outras 2ª. e 3ª.divisões. E também a 4ª.divisão em 2009, 2010 e 2013. Título estadual não vence desde 1987, e visitar a 2ª.divisão local já havia acontecido em 2002, 2003, 2004, 2008 e 2012, mas o rebaixamento em 2017 o levou para lá novamente, onde esteve em 2018 e 2019 e estará em 2020.

FOTO: portaldacidadebrusque.

Post Anterior
30 anos da queda do Muro de Berlim, e as seleções desmembradas.
Próximo Post
Copas Europeias 19/20, confrontos da 6a./última rodada da fase de grupos.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.