InícioCompetiçõesComo está sendo a Copa do Nordeste 2019

Como está sendo a Copa do Nordeste 2019

50 anos de Copas Regionais – Breve História.
Há 50 anos, no embalo da transformação do Torneio Rio-São Paulo no Torneio Roberto Gomes Pedrosa (apesar de ser chamado assim, oficialmente há algum tempo), que passava a incluir clubes de outros estados como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Pernambuco, surgia as Copas Regionais, na região Norte, Nordeste e Centro-Sul. Estes torneios ficariam até somente 1970, pois a partir do ano seguinte era criado o Campeonato Brasileiro.
Em 1993, de forma isolada ressurgia o Rio-São Paulo e em 1994 a Copa do Nordeste sediada em Maceió. Entre 1997 e 2002, retornavam a Copa Norte, Copa do Nordeste, Copa Centro-Oeste, Copa Sul (depois Copa Sul-Minas), que novamente seriam extintas a partir de 2003, quando nosso calendário do campeonato brasileiro passava a ter os pontos corridos.
Mas, os clubes do Nordeste ainda apostavam na competição, e em 2010 faziam outra edição, e então desde 2013, tanta a Copa do Nordeste quando a Copa Verde (uma união dos clubes do Norte, Centro-Oeste e Sudeste parte) passariam a estar no calendário de janeiro de cada ano.

1º.período
As primeiras edições ocorreram no final dos anos 1960, numa época de estádios pequenos e os clubes sem uma estrutura profissional ainda desenvolvida. Foi criada a Copa Norte-Nordeste, uma fase final em que os melhores clubes de cada região faziam a decisão.

Copa do Nordeste
1968 Sport (1) – Santa Cruz (-)
Copa Norte (1)
1968 Remo (1) – Piauí (-)
Copa Norte-Nordeste
1968 Sport (1) – Remo (-)
1969 Ceará (1) – Remo (-)
1970 Fortaleza (1) – Sport (1)

2º.período
O retorno da competição acontece em 1994, num torneio com 16 participantes que ocuparam o final do referido ano, sediados em Maceió. O Sport conquistava o título na decisão contra o CRB. Esta edição deixou a possibilidade, e ela surge três anos depois, em 1997, no início do ano, e também outros torneios regionais voltariam ao cenário nacional, como a Copa Norte, a Copa Centro-Oeste, a Copa Sul e também o Torneio Rio-São Paulo (este que teve uma edição isolada em 1993).
Por 7 anos, os clubes nordestinos iniciavam o ano com a disputa desta competição revendo várias rivalidades, principalmente entre os clubes de Bahia, Ceará e Pernambuco, historicamente com participações mais marcantes no futebol brasileiro. E 5 conquistas ficariam na Bahia, uma em Pernambuco e outra no Rio Grande do Norte. O sistema de disputa adotava fases de grupo e daí os jogos de mata-mata, assim foi entre 1994 e 2000. Nas edições de 2001 e 2002, os 16 participantes se enfrentaram em 15 rodadas, para então ir para as semifinais e depois a decisão. A edição de 2003 foi mais curta, pois o Torneios Regionais saíam do calendário nacional com a criação do campeonato brasileiro de pontos corridos. Uma edição curta com uma decisão caseira entre Vitória-BA e Fluminense-BA. Seis anos se passariam a retomar a ideia da competição. Em 2010, 16 clubes faziam um confronto de todos contra todos (o Sport-PE desistiria da competição) e o Vitória-BA conquistava então mais um título. A tentativa de manter a competição era válida, mas por mais 2 anos o torneio precisaria de autorização da Confederação Brasileira de Futebol para estar oficializada no calendário nacional.

Copa do Nordeste
1994 Sport (2) – CRB (-)
1995
1996
1997 Vitória-BA (1) – Bahia (-)
1998 América-RN (1) – Vitória-BA (1)
1999 Vitória-BA (2) – Bahia (-)
2000 Sport (3) – Vitória-BA (2)
2001 Bahia (1) – Sport (3)
2002 Bahia (2) – Vitória-BA (2)
2003 Vitória-BA (3) – Fluminense-BA (-)
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010 Vitória-BA (4) – ABC (-)

3º.período
Começava então as edições mais recentes, no cenário nacional. A CBF aprovava a inclusão do torneio no calendário nacional. O sistema de disputa voltava a ser com 16 participantes, numa fase inicial de grupos e depois os mata-matas das Quartas de Finais até a decisão. Isso ocorreu em 2013 e 2014, mas em 2015 e 2016, aumentava-se para 20 participantes, incluindo equipes do Piauí e Maranhão, que outrora participavam da Copa Norte.
Neste atual momento do futebol do Nordeste, vemos claramente um maior equilíbrio entre as grandes equipes das capitais e outras equipes do interior dos Estados. Logo em 2013, a Paraíba conquistava seu primeiro título, representada pelo Campinense-PB de Campina Grande. Uma campanha regular ao longo do torneio e decisiva nas decisões. No ano seguinte, uma grande decisão de pernambucanos e cearenses, entre Sport-PE e Ceará-CE, com o rubro-negro de Recife alcançando sua 4ª.conquista.
Aumentando em participantes em 2015, uma nova grande decisão com os mesmos cearenses do Ceará e os baianos do Bahia. O clube de Fortaleza conquistava seu primeiro título. E em 2016, mais um novo campeão, o Santa Cruz-PE de Recife, numa decisão contra o Campinense-PB que buscava o bicampeonato. E mais outro inédito campeão, o Sampaio Corrêa em 2018, desbancando o Bahia que tentava mais um título.

Copa do Nordeste
2013 Campinense-PB (1) – Arapiraca-AL (-)
2014 Sport-PE (4) – Ceará (-)
2015 Ceará (1) – Bahia (2)
2016 Santa Cruz-PE (1) – Campinense-PB (1)
2017 Bahia (3) – Sport (4)
2018 Sampaio Corrêa (1) – Bahia (3)

TÍTULOS: Vitória-BA (4), Sport-PE (4), Bahia-BA (3), Sampaio Corrêa (1), Santa Cruz-PE (1), Ceará-CE (1), Campinense-PB (1) e América-RN (1).

A edição de 2019, que começou agora no último dia 15 de janeiro, com os clubes da região participando paralelamente dos campeonatos estaduais – de fato a competição teve uma fase preliminar em abril de 2018, quando foram definidos 4 clubes classificados – terá 16 participantes, que jogarão a primeira fase em 8 rodadas, dispostos em dois grupos com 8 times cada – confrontos grupo AxB (possibilitando os clássicos estaduais). Os classificados vão para as fases eliminatórias, quartas, semifinais e decisão.
Este regulamento difere das últimas edições pelo fato de ter apenas 2 grupos e 8 rodadas, quando nos anos anteriores, eram 4 grupos com 4 times e 6 rodadas (ida-volta) dentro de cada grupo.

Fase Preliminar
18.abril.2018.quarta
Campinense-PB 1×0 CRB – 1.307
Juazeirense-BA 1×1 Salgueiro-PE – 230
Ríver-PI 2×2 Sampaio Corrêa – 807
19.abril.2018.quinta
Confiança-SE 3×3 América-RN – 1.169
25.abril.2018.quarta
Salgueiro-PE 2×1 Juazeirense-BA – 800
Sampaio Corrêa 3×0 Ríver-PI – 982
26.abril.2018.quinta
América-RN 0x2 Confiança-SE – 1.990
01.maio.2018.terça
CRB 3×1 Campinense-PB – 4.225

Os dois grupos estão formados desta forma:

Grupo A – CRB-AL, Altos-PI, Fortaleza-CE, Santa Cruz-PE, Sampaio Corrêa-MA, Sergipe-SE, Vitória-BA e Salgueiro-PE.
Grupo B – Ceará-CE, Náutico-PE, CSA-AL, Botafogo-PB, Confiança-SE, Bahia-BA, ABC-RN e Moto Clube-MA.

As primeiras rodadas agora em janeiro tiveram os seguintes resultados:

Primeira Fase
15.janeiro.2019.terça
Náutico 1×3 Fortaleza – 10.678
CSA 1×1 Vitória-BA – 6.050
Botafogo-PB 0x0 Santa Cruz-PE – 4.098
16.janeiro.2019.quarta
ABC 2×1 Sergipe-SE – ???
Bahia 1×1 CRB – 19.388
Moto Clube 1×1 Altos-PI – 2.001
17.janeiro.2019.quinta
Confiança-SE 0x1 Salgueiro-PE – 2.835
Ceará 5×0 Sampaio Corrêa – 13.845
19.janeiro.2019.sábado
Vitória-BA 1×1 Moto Clube – 3.219
22.janeiro.2019.terça
Sergipe 0x2 Náutico – 2.006
26.janeiro.2019.sábado
Santa Cruz 1×3 Bahia – 7.343
Sampaio Corrêa 2×2 Confiança-SE – 1.229
CRB 0x0 Ceará – 6.222
27.janeiro.2019.domingo
Salgueiro-PE 1×1 Botafogo-PB – 1.077
Altos-PI 1×1 ABC – 638
28.janeiro.2019.segunda
Fortaleza 0x0 CSA – 19.196

FOTO: atarde

Post Anterior
Sul-Americano Sub20 2019 - primeira fase e próximos jogos.
Próximo Post
Catar, campeão da Copa da Ásia 2019.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.