InícioClubesConfrontos históricos de clubes: origens, fusões e nomenclaturas.

Confrontos históricos de clubes: origens, fusões e nomenclaturas.

Encontros históricos de clubes.
No futebol brasileiro, tem sido de certa forma comum, a fusão ou parceria de clubes, sejam pela Totalidade ou pelos Departamentos de Futebol. Dois Estados do país tiveram de forma mais intensa esta disposição, Santa Catarina e Paraná. Mas, em outros Estados também algumas mudanças destas ocorreram.

SANTA CATARINA
Vamos então começar em Santa Catarina com 3 casos. Em 1976, América e Caxias fundiram seus departamentos de futebol, para formar o Joinville, e assim ficaram excluídos do futebol profissional. Porém 24 anos depois, em 2000, o Caxias retoma seu futebol e entra na disputa das competições estaduais. Demorou um pouco, mas o encontro inusitado aconteceria. Nos anos de 2005 e 2006, 4 partidas entre o Joinville e o Caxias.

14.05.2005 – Joinville 4×1 (Est-Cax)
03.08.2005 – 2×2 (Est-J)
22.01.2006 – Joinville 4×0 (Est-J)
01.02.2006 – 1×1 (Est-Cax)

Em Brusque, em 1987, pelas trágicas situações das enchentes ocorridas em 1984, Paysandu e Carlos Renaux criam a fusão de seus departamentos, formando o Brusque, mas mantendo os clubes sociais. Uma década depois, os dois clubes originários recuperam suas independências e projetam retorno ao futebol. Neste ano de 2018, o Carlos Renaux, efetivamente retorna na 3ª.divisão estadual e por um resultado na prorrogação das semifinais, quase consegue acesso para a 2ª.divisão. O Brusque atualmente disputa a 1ª.divisão enquanto o Paysandu não dá sinais de formação de uma equipe profissional. Porém, no futuro, prosseguindo o Carlos Renaux em subir de divisão poderá haver um encontro em campo entre os dois times.

Em Tubarão, os dois clubes tradicionais, Hercílio Luz (1918) e Ferroviário (1944), por dificuldades financeiras no início dos anos 1990 criam uma fusão de seus departamentos para formar o Tubarão Futebol Clube. Isso teria ocorrido em 1992 e no ano seguinte, pela Copa Santa Catarina, em sua primeira fase, dois confrontos entre o então Tubarão e o ainda remanescente Hercílio Luz. Considera-se que em 1995, o Ferroviário fica extinto totalmente e em seu lugar passamos a ter o Tubarão, enquanto o Hercílio Luz ficaria licenciado por 10 anos.

03.10.1993 – Hercílio Luz 3×2 (CpaSC-Tub)
24.10.1993 – 1×1 (CpaSC-HL) (pe.6×5)

O sucesso do Tubarão fica comprometido e em 2005 fica licenciado. Quase que ao mesmo tempo surge o Cidade Azul, que passaria a ser Atlético Tubarão em 2009. Ainda em 2008, o Hercílio Luz retorna ao futebol. Entre 2010 e 2015 os dois clubes se enfrentam na 2ª.divisão estadual, e pela primeira vez em 2018 na 1ª.divisão, e que voltará a ocorrer em 2019, pois nenhum dos dois foi rebaixado.

29.08.2010 – Atlético Tubarão 2×0 (Est2-Atl)
17.10.2010 – 1×1 (Est2-H)
18.09.2011 – Hercílio Luz 1×0 (Est2-Atl)
02.11.2011 – 0x0 (Est2-H)
12.08.2012 – Atlético Tubarão 3×0 (Est2-Atl)
03.10.2012 – 2×2 (Est2-H)
23.06.2013 – Hercílio Luz 2×1 (Est2-H)
17.08.2013 – Atlético Tubarão 4×1 (Est2-Atl)
24.08.2014 – 0x0 (Est2-Atl)
08.10.2014 – 1×1 (Est2-H)
24.06.2015 – Atlético Tubarão 3×0 (Est2-Atl)
06.08.2015 – 1×1 (Est2-H)
24.07.2015 – Atlético Tubarão 2×0 (Est2-H)
25.09.2015 – Atlético Tubarão 2×0 (Est2-Atl)
17.01.2018 – Hercílio Luz 2×1 (Est-H)
25.02.2018 – Atlético Tubarão 1×0 (Est-Atl)

Na prática, o futebol da cidade tem seu novo “clássico”, mesmo que não seja o caso de um clube que originou-se do outro.

PARANÁ
Vamos então para o Estado do Paraná, em duas cidades com muitas variações com relação aos seus clubes. Em Maringá ainda existe o tradicional Grêmio Maringá, que conquistou títulos e muitas participações no campeonato paranaense e campeonatos brasileiros. Enfrenta desde os anos 1990 crises sucessivas e atualmente tem estado pela 2ª. e 3ª. divisões do campeonato local.
Já ao longo dos anos 1990, na cidade, surgiriam outros “Maringás” e alguns confrontos aconteceriam.

Grêmio Maringá x Maringá-AC
27.05.1990 – Grêmio Maringá 1×0 (Est-GM)

Grêmio Maringá x Maringá-FC
11.02.1996 – Maringá-FC 1×0 (Est-GM)
07.04.1996 – 0x0 (Est-M)

Em 2010 surgiria o Grêmio Metropolitano Alvorada Maringá que se retiraria o “Grêmio” de seu nome, e ainda utilizaria o nome fantasia de “Maringá Futebol Clube” sem confundir com o homônimo dos anos 1990. Este clube chegaria à 1ª.divisão estadual em 2014 e apesar de um rebaixamento em 2017, retornava para a 1ª.divisão em 2018. E seria justamente em 2017, na 2ª.divisão, um confronto de “Maringás”.

Grêmio Maringá x Maringá-M
05.04.2017 – Maringá-M 2×0 (Est2-GM)

Na cidade de Cascavel outra situação tem acontecido ao longo dos anos. Existiu no passado o Comercial e o um “Cascavel” no início dos anos 1970. Em 1979 o Cascavel Esporte Clube que foi campeão em 1980 dividindo o título com o Colorado. Em 1994 surge o SOREC e em 1998 o Cascavel-AC.
Em 2001, através de acordo, Cascavel-AC, Cascavel-EC e SOREC formam o Cascavel-CR. O clube segue numa ascendência até a 1ª.divisão em 2003, e depois outra sequência entre 2007 e 2011. Retorna para a principal divisão agora em 2019. Há o registro do confronto entre SOREC x Cascavel-AC em 2000 pela 2ª.divisão.

SOREC x Cascavel-AC
19.03.2000 – Cascavel-AC 5×1 (Est2-Cas)
23.04.2000 – Cascavel-AC 5×0 (Est2-S)

Em 2008, surge o Futebol Clube Cascavel – Cascavel-FC, que depois de ficar pela 3ª. e 2ª.divisões até 2014, garante acesso para a 1ª.divisão em 2015, onde tem permanecido, e pela 5ª.vez agora em 2019, quando teremos o confronto contra o Cascavel-CR.

RIO GRANDE DO SUL
Na cidade de Passo Fundo, existiam o Gaúcho (1918) e 14 de Julho (1921) que em 1986 formariam o Passo Fundo. Porém 12 meses depois, é desfeita esta fusão, retornando o Gaúcho e o 14 de Julho sendo extinto e substituído pelo Passo Fundo. Uma nova rivalidade surge na cidade. Em 2004 se encontram pela 1ª.vez pela CopaRS e já em 2006 pela única vez na 1ª.divisão. Atualmente o Passo Fundo está na 2ª.divisão e o Gaúcho na 3ª.divisão.

07.09.2004 – 1×1 (CpaRS-G)
26.09.2004 – Gaúcho 2×1 (CpaRS-PF)
07.09.2005 – Gaúcho 3×1 (CpaTelecon-G)
20.09.2005 – 2×2 (CpaTelecon-PF)
11.01.2006 – Gaúcho 3×1 (Est-PF)
19.02.2006 – Gaúcho 2×0 (Est-G)
08.03.2006 – Gaúcho 1×0 (CpaPerondi-PF)
22.03.2006 – Passo Fundo 2×1 (CpaPerondi-G)
04.03.2010 – Passo Fundo 3×1 (Est2-G)
28.03.2010 – Gaúcho 1×0 (Est2-PF)
15.04.2010 – Gaúcho 2×0 (Est2-G)
01.05.2010 – 1×1 (Est2-PF)
04.03.2011 – Passo Fundo 1×0 (Est2-G)
31.03.2011 – 1×1 (Est2-PF)

MATO GROSSO
Em 1949 surge o Operário-VG (CEOV) que se destacaria no futebol estadual e com participações nacionais. Em 1994 por conta de falência, surge o Operário-EC que novamente seria substituído pelo Operário-FC em 2002. Acontece que em 2009 o Operário-VG é reativado, pois seu CNPJ ainda existia. Em 2013 os dois entram em campo para se confrontar pela 2ª.divisão. E agora em 2019 se reencontram na 1ª.divisão.

Operário-VG x Operário-FC
23.06.2013 – Operário-VG 3×2 (Est2-N)
20.07.2013 – Operário-VG 6×0 (Est2-N)

MATO GROSSO DO SUL
A suspensão do tradicional Operário de Campo Grande que conquistou vários títulos estaduais e muitas outra boas participações em campeonatos brasileiros, ocorrida nos anos de 2011 e 2012 causaria um fato até então inesperado, uma dissidência de dirigentes para formar o Novoperário. Este logo veio para a 1ª.divisão com a intenção de até substituir o Operário (convenhamos que uma suspensão poderia até extinguir o clube). Na prática se encontrariam em confrontos na 1ª.divisão em 2016, e diferente dos 3 anos na 2ª.divisão, o Operário em 2018 conquistaria seu 11º.título estadual, enquanto o Novoperário até o momento fica com sua 2ª.divisão de 2012 e o tabu de 6 confrontos sem vencer o Operário.

Operário x Novoperário
21.02.2016 – 2×2 (Est-N)
16.03.2016 – Operário 2×0 (Est-Ope)
05.02.2017 – Operário 3×1 (Est-N)
12.03.2017 – 2×2 (Est-Ope)
28.01.2018 – Operário 2×0 (Est-Ope)
25.02.2018 – Operário 2×1 (Est-N)

RIO GRANDE DO NORTE
Apesar de serem rivais na cidade de Mossoró, Potiguar-M e Baraúnas tiveram que ver surgir um 3º.clube na cidade, o Mossoró Esporte Clube, em 1995, e no ano seguinte os confrontos já surgiam. O clube continua existindo e está disputando a 2ª.divisão, enquanto os rivais tradicionais seguem na 1ª.divisão.

Baraúnas x Mossoró
25.02.1996 – Baraúnas 2×0 (Est-M)
30.03.1996 – Baraúnas 1×0 (Est-Bar)
28.04.1996 – Baraúnas 1×0 (Est-M)
02.06.1996 – 1×1 (Est-Bar)

Em outros estados existem casos de uma mesma cidade ter dois clubes com o mesmo nome, mas a princípio “sem” uma ligação de fusão ou descendência. Às vezes pelas datas de fundação percebe-se que o 2º.clube fora criado para “ocupar” um espaço no futebol da cidade.

MG – Patrocinense-CA (1954) na 1ª.divisão e Patrocinense-SE (2010) que está na 3ª.divisão.
RJ – São Gonçalo-FC (2009) que está afastado e o São Gonçalo-EC (2010) que está na 2ª.divisão.
ES – Linhares-EC (fusão entre América e Industrial, este último extinto) e Linhares-FC – ambos estão afastados das duas divisões do futebol do Espírito Santo.
SE – existiu o Lagarto-EC que disputou o estadual nos anos 1970/1980, e o atual Lagarto-FC desde 2012 na 1ª.divisão.

E ainda casos em que um clube de outra cidade se instalava em cidade que já existem clubes rivais, como o caso da cidade de Anápolis-GO, com os tradicionais Anapolina e Anápolis, e que desde 2006 tem o Grêmio Anápolis, originalmente da cidade de Inhumas-GO, como Grêmio Inhumense.

FOTO: RioPira

Post Anterior
17a. Copa da Ásia de Seleções, janeiro/fevereiro 2019
Próximo Post
A Copa SP de Juniors 2019 até agora.....

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.