InícioCompetiçõesCopa São Paulo de Jrs, finalistas, decisão e título…. todos os campeões 1969-2018

Copa São Paulo de Jrs, finalistas, decisão e título…. todos os campeões 1969-2018

E no dia 25 de janeiro, a 49ª. decisão da história da Copa São Paulo de Jrs, com cerca de 30.800 mil pessoas no Estádio do Pacaembu, no dia dos 464 anos da capital Paulista.
A 255ª partida desta edição, isso mesmo, com a participação recorde de 128 clubes de todos os estados do Brasil, uma competição que teve início em 2/jan.
São Paulo e Flamengo entraram em campo, ambos como tricampeões do Torneio, e depois de terem disputado cada, 8 partidas.

O Flamengo foi para a final com a seguinte campanha: 6×0 Ji-Paraná, 1×1 Aimoré, 2×0 Oeste-SP todos na primeira fase, 5×0 Elosport na segunda fase, 1×0 Coritiba nas Dezesseis de Finais, 1×0 Audax-Osasco nas Oitavas, 1×0 no Avaí nas Quartas, 3×2 na Port.Desportos nas semifinais chegando a decisão com 7 vitórias e 1 empate, invicto e sem disputa de pênaltis.

Já o São Paulo vencia por 5×0 ao Cruzeiro-DF, 3×2 no Sergipe e 4×0 Botafogo-SP, todos na primeira fase. Depois 2×0 na Chapecoense pela segunda fase, novamente o Botafogo-SP fazendo 1×0 pela Dezesseis, 1×0 no Cruzeiro pelas Oitavas, 2×2 com o Vitória-BA precisando dos 4×3 nos pênaltis, pelas Quartas, 1×1 com Internacional nas semifinais, também indo aos pênaltis por 6×5, e a vaga na decisão. Foram 6 vitórias e 2 empates.

Na partida decisiva logo aos 2 minutos o gol do Flamengo, que seria o gol do título. Ao longo da partida que foi realizada a partir das 10 horas da manhã a necessidade do tricolor paulista em busca de seu gol, e o rubro-negro bem postado taticamente. Até que o São Paulo teve jogadas dentro da área do Flamengo, que por sua vez cedeu vários escanteios. No fim, 1×0 e o 4º.título do time carioca, que agora está junto com o Internacional (última conquista em 1998), do Fluminense com 5 conquistas e o Corinthians com 10 conquistas.

O interessante é que Corinthians e Flamengo alcançaram juntos 9 taças desde 2004, tendo decidido o torneio de 2016 e se encontrado nas de semifinais de 2017. O Corinthians também foi vice em 2014 na decisão contra o Santos.

Este ano já seria a 50ª. edição, mas pelo fato de em 1987 não ter sido disputada, ficou para 2019 no ano do cinquentenário da competição (desde 1969).
Neste tempo todo, foram 21 campeões diferentes, de apenas 5 Estados do país, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Dos grandes clubes do Brasil, Palmeiras, Botafogo e Grêmio nunca conquistaram esta taça.
Em 49 anos, foram cerca de 4.700 jogos e 14.200 gols. Destacando a história da competição em 3 períodos, entre 1969 e 1986, que teve cerca de 600 jogos, o máximo de 32/36 participantes em algumas edições, e o Fluminense com 4 títulos. No 2º.período, entre 1988 e 2003, mais de 1300 jogos, e com 16 participantes em 1989 e até 72 clubes em 2001, com 13 campeões diferentes em 16 anos.
E, desde 2004, mais de 2700 jogos, Corinthians e Flamengo com muitas conquistas, e participantes por ano variando entre 80, 88, 96, 112 e 120 agora em 2018.
E em termos de pontuação acumulada, Corinthians e São Paulo já ultrapassaram 450 pontos, Santos e Palmeiras acima de 310 pontos, e outros clubes como Flamengo e Fluminense acima de 260 pontos como Atlético-MG e Cruzerio, e também Grêmio e Internacional.
Que venha 2019, uma data comemorativa de 50 anos, provavelmente com os mesmos 120 clubes, e em 25 de janeiro uma nova decisão.

Todos os campeões
1969 Corinthians (1) – Nacional-SP (-)
1970 Corinthians (2) – Palmeiras (-)
1971 Fluminense (1) – Botafogo (-)
1972 Nacional-SP (1) – Internacional (-)
1973 Fluminense (2) – Corinthians (2)
1974 Internacional (1) – Port.Desportos (-)
1975 Atlético-MG (1) – Corinthians (2)
1976 Atlético-MG (2) – Corinthians (2)
1977 Fluminense (3) – Ponte Preta (-)
1978 Internacional (2) – Corinthians (2)
1979 Marília (1) – Fluminense (3)
1980 Internacional (3) – Atlético-MG (2)
1981 Ponte Preta (1) – São Paulo (-)
1982 Ponte Preta (2) – Santos (-)
1983 Atlético-MG (3) – Botafogo-SP (-)
1984 Santos (1) – Corinthians (2)
1985 Juventus-SP (1) – Guarani (-)
1986 Fluminense (4) – Ponte Preta (2)
1987 – não realizada
1988 Nacional-SP (2) – América-SP (-)
1989 Fluminense (5) – Juventus-SP (1)
1990 Flamengo (1) – Juventus-SP (1)
1991 Port.Desportos (1) – Grêmio (-)
1992 Vasco (1) – São Paulo (-)
1993 São Paulo (1) – Corinthians (2)
1994 Guarani (1) – São Paulo (1)
1995 Corinthians (3) – Ponte Preta (2)
1996 América-MG (1) – Cruzeiro (-)
1997 Paulista (1) – Corinthians (3)

1998 Internacional (4) – Ponte Preta (2)
1999 Corinthians (4) – Vasco (1)
2000 São Paulo (2) – Juventus-SP (1)
2001 Roma-SP (1) – São Paulo (2)
2002 Port.Desportos (2) – Cruzeiro (-)
2003 Santo André (1) – Palmeiras (-)
2004 Corinthians (5) – São Paulo (2)
2005 Corinthians (6) – Nacional-SP (2)
2006 América-SP (1) – Comercial-SP (-)
2007 Cruzeiro (1) – São Paulo (2)
2008 Figueirense (1) – Rio Branco-SP (-)
2009 Corinthians (7) – Atlético-PR (-)
2010 São Paulo (3) – Santos (1)
2011 Flamengo (2) – Bahia (-)
2012 Corinthians (8) – Fluminense (5)
2013 Santos (2) – Goiás (-)
2014 Santos (3) – Corinthians (8)
2015 Corinthians (9) – Botafogo-SP (-)
2016 Flamengo (3) – Corinthians (9)
2017 Corinthians (10) – Batatais (-)
2018 Flamengo (4) – São Paulo (3)

Corinthians (10), Fluminense (5), Internacioonal (4), Flamengo (4), Santos (3), São Paulo (3), Atlético-MG (3), Port.Desportos (2), Nacional-SP (2), Ponte Preta (2), Figueirense-SC (1), Cruzeiro-MG (1), América-SP (1), Santo André-SP (1), Roma-SP (1), Paulista-SP (1), América-MG (1), Guarani-SP (1), Vasco (1), Juventus-SP (1) e Marília-SP (1).

Post Anterior
Grandes Clássicos no Futebol Europeu - parte 1
Próximo Post
Um giro rápido pelo futebol europeu - os países e seus campeonatos.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.