InícioMomento HistóricoEspecial História das Copas, capítulo 6/10.

Especial História das Copas, capítulo 6/10.

História das Copas – capítulo 6/10
O tema deste capítulo será sobre as seleções de cada continente que conseguiram ir à uma Copa do Mundo, e também daquelas seleções que haviam sido campeãs e nas copas seguintes deixaram de participar.
Também vamos ver os confrontos entre seleções de mesmo continente.

Seleções campeãs que depois do título ficaram ausentes.
URUGUAI – campeão em 1930, ficou fora nas duas copas seguintes, por opção de não disputar as duas copas em continente europeu; Mas ficaria fora em 1958, depois do 2º.título mundial em 1950, e também 1978, 1982, 1994, 1998 e 2006.
ITÁLIA – campeã em 1934 e 1938, ficaria ausente somente em 1958, e agora em 2018.
ALEMANHA – O 1º.título foi conquistado em 1954 e não mais ficou ausente. Somente não participou em 1930.
BRASIL – campeão pela 1ª.vez em 1958 e nunca ficou ausente de uma Copa.
INGLATERRA – campeão uma única vez em 1966, por 3 vezes ficou ausente, em 1974, 1978 e 1994. Antes também não participou em 1930, 1934 e 1938.
ARGENTINA – campeã em 1978, nunca ficou de fora desde então. Antes ausente em 1950, 1954 e 1970.
FRANÇA – campeã em 1998, esteve nas últimas 4 copas. Antes disso, ficou fora em 1950, 1962, 1970, 1974, 1990 e 1994.
ESPANHA – a mais nova recente campeã em 2010, presente em 2014 e 2018. Ausências em 1930, 1938, 1954, 1958, 1970 e 1974.

Campanhas de seleções campeãs na copa imediatamente seguinte.
1930 – o Uruguai foi campeão, mas não participaria das copas de 1934 e 1938 que foram disputadas na Europa. Retornaria em 1950.
1934 – A Itália sediou a Copa e foi campeã. Na copa seguinte na França em 1938, também conquistou o título. Passada a 2ª.guerra mundial, na copa de 1950, a Itália seria eliminada na primeira fase.
1950 – O Uruguai campeão disputaria a copa de 1954 e seria eliminado nas semifinais, diante da Hungria, já na prorrogação do jogo.
1954 – A Alemanha campeã sobre a Hungria, jogaria a copa de 1958, e perderia as semifinais para a Suécia, os dono da casa, e também perderia para a França na disputa da 3ª.colocação.
1958 – O Brasil conquista seu 1º.título e em 1962, torna-se bicampeão mundial.
1962 – Conquistando o bicampeonato, o Brasil seria eliminado em 1966, na primeira fase, num grupo com Hungria, Portugal e Bulgária.
1966 – A Inglaterra campeã, ainda com sua geração de vencedores seria eliminada em 1970, pela própria Alemanha (adversário da decisão de 1966) também na prorrogação depois do mesmo 2×2 no tempo normal.
1970 – O Brasil seria a primeira seleção tricampeã, e em 1974 chegaria até a disputa da 3ª.colocação, sendo derrotada pela Polônia.
1974 – A Alemanha é bicampeã e em 1978, joga até a segunda fase, num grupo contra Holanda, Itália e Áustria.
1978 – A Argentina chega ao seu 1º.título mundial, e em 1982, é eliminada na segunda fase por Brasil e Itália.
1982 – A Itália torna-se tricampeã, igualando-se ao Brasil, e em 1986, é eliminada nas Oitavas, pela França.
1986 – A Argentina é bicampeã e em 1990 também chega a decisão contra a mesma Alemanha, desta vez sendo derrotada. Primeira vez que uma decisão de copa é repetida.
1990 – A Alemanha conquista o seu tricampeonato, juntando-se ao Brasil e Itália, mas em 1994 é eliminada nas Quartas de Finais pela Bulgária.
1994 – O Brasil torna-se tetracampeão mundial, e em 1998 também chegaria a decisão, perdendo para a França.
1998 – A França consegue seu 1º.título e em 2002 é eliminada na primeira fase, repetindo a mesma campanha do Brasil em 1966, quando tinha sido campeão em 1962.
2002 – O Brasil é penta, em sua terceira decisão consecutiva, igualando a Alemanha que também decidiu 3 copas seguidas em 1982-1986-1990, porém com o Brasil tendo conquistado 2 títulos enquanto a Alemanha apenas um. Em 2006 é eliminado nas quartas de finais pela França.
2006 – A Itália torna-se tetra e em 2010 é eliminada na primeira fase, a 3ª.seleção a ter este tipo de campanha (Brasil em 1966 e França em 2002).
2010 – A Espanha conquista seu 1º.titulo e em 2014, também fica eliminada na primeira fase, isso ocorrendo pela 2ª.vez em duas copas, e pela 3ª.vez nas últimas 3 copas.
2014 – A Alemanha alcança o tetra, igualando-se a Itália e aguardamos qual será sua campanha agora em 2018.

Confrontos de seleções do mesmo continente.
Mesmo para aquele torcedor não muito ligado a história das copas, há de convir que pela importância de seu futebol e quantidade de países, seriam as seleções europeias a maior quantidade de confrontos.
Mesmo nas últimas edições, desde 1998 com 32 participantes, em cada grupo da primeira fase (8 grupos) acaba por ter pelo menos 2 seleções europeias. E quando a competição avança, lá estão eles se confrontando.
Os países sul-americanos chegaram aos 21 confrontos em toda história. Pela CONCACAF, apenas um confronto na copa de 2002, e na Ásia, um confronto atípico, entre Japão e Austrália (que passara a disputar as eliminatórias na Ásia, em 2006). Pela África e Oceania, nunca houve confronto de seleções em copas.

EUROPA – 248 confrontos.
Em outras épocas de copas do mundo, por algumas vezes chegamos até ter 3 ou 4 seleções europeias formando um mesmo grupo. Também contribuiu-se para mais confrontos o sistema de disputa nas copas de 1974, 1978 e 1982, em que a segunda fase também era em grupos.
O recorde de confrontos aconteceu em 1982 com 23 jogos, e por incrível que pareça, em 2014, apenas 6 confrontos, superior somente em relação a 1950, a copa pós 2ª.guerra mundial, em que a participação dos países europeus ficara prejudicada pelo conflito.

1934 – Áustria 3×2 França (1F); Bélgica 2×5 Alemanha (F1); Holanda 2×3 Suíça (F1); Tchescoslováquia 2×1 Romênia (F1); Hungria 1×2 Áustria (F2); Itália 1×1 Espanha (pr.0x0) (F2); Alemanha 2×1 Suécia (F2); Suíça 2×3 Tchecoslováquia (F2); Espanha 0x1 Itália (F2); Tchecoslováquia 3×1 Alemanha (S); Áustria 0x1 Itália (S); Alemanha 3×2 Áustria (3º.C); Itália 1×1 Tchecoslováquia (pr.1×0) (Final).

1938 – Suíça 1×1 Alemanha (pr.0x0) (F1); Noruega 0x1 Itália (pr.0x1) (F1); França 3×1 Bélgica (F1); Holanda 0x3 Tchecoslováquia (F1); Alemanha 2×4 Suíça (F1); Itália 3×1 França (F2); Suíça 0x2 Hungria (F2); Hungria 5×1 Suécia (S); Itália 4×2 Hungria.

1950 – Suíça 0x3 Iugoslávia (Gr.A); Suécia 3×2 Itália (Gr.C); Espanha 1×0 Inglaterra (Gr.B); Espanha 1×3 Suécia (FFinal).

1954 – França 0x1 Iugoslávia (Gr.A); Escócia 0x1 Áustria (Gr.B); Turquia 1×4 Alemanha (Gr.C); Bélgica 3×3 Inglaterra (pr.1×1) (Gr.D); Suíça 2×1 Itália (Gr.D); Áustria 5×0 Tchecoslováquia (Gr.B); Alemanha 3×8 Hungria (Gr.C); Inglaterra 2×0 Suíça (Gr.D); Itália 4×1 Bélgica (Gr.D); Alemanha 7×2 Turquia (PExtra); Suíça 4×1 Itália (PExtra); Áustria 7×5 Suíça (QF); Iugoslávia 0x2 Alemanha (QF); Alemanha 6×1 Áustria (S); Hungria 2×3 Alemanha (Final).

1958 – Irlanda do Norte 1×0 Tchecoslováquia (Gr.A); Iugoslávia 1×1 Escócia (Gr.B); País de Gales 1×1 Hungria (Gr.C); Inglaterra 2×2 URSS (Gr.D); Tchecoslováquia 2×2 Alemanha (Gr.A); Iugoslávia 3×2 França (Gr.B); URSS 2×0 Áustria (Gr.D); Suécia 2×1 Hungria (Gr.C); Alemanha 2×2 Irlanda do Norte (Gr.A); França 2×1 Escócia (Gr.B); País de Gales 0x0 Suécia (Gr.C); Áustria 2×2 Inglaterra (Gr.D); Irlanda do Norte 2×1 Tchecoslováquia (PExtra); País de Gales 2×1 Hungria (PExtra); URSS 1×0 Inglaterra (PExtra); França 4×0 Irlanda do Norte (QF); Iugoslávia 0x1 Alemanha (QF); Suécia 2×0 URSS (QF); Alemanha 1×3 Suécia (S); França 6×3 Alemanha (3ª.C).

1962 – URSS 2×0 Iugoslávia (Gr.A); Alemanha 0x0 Itália (Gr.B); Tchecoslováquia 1×0 Espanha (Gr.C); Hungria 2×1 Inglaterra (Gr.D); Alemanha 2×1 Suíça (Gr.B); Hungria 6×1 Bulgária (Gr.D); Itália 3×0 Suíça (Gr.B); Inglaterra 0x0 Bulgária (Gr.D); Iugoslávia 1×0 Alemanha (QF); Hungria 0x1 Tchecoslováquia (QF); Tchecoslováquia 3×1 Iugoslávia (S).

1966 – Alemanha 5×0 Suíça (Gr.B); Portugal 3×1 Hungria (Gr.C); Espanha 2×1 Suíça (Gr.B); Portugal 3×0 Bulgária (Gr.C); URSS 1×0 Itália (Gr.D); França 0x2 Inglaterra (Gr.A); Espanha 1×2 Alemanha (Gr.B); Bulgária 1×3 Hungria (Gr.C); URSS 2×1 Hungria (QF); Alemanha 2×1 URSS (S); Portugal 1×2 Inglaterra (S); URSS 1×2 Portugal (3ª.C) e Inglaterra 2×2 Alemanha (pr.2×0) (Final).

1970 – Inglaterra 1×0 Romênia (Gr.C); Itália 1×0 Suécia (Gr.B); Bélgica 1×4 URSS (Gr.A); Romênia 2×1 Tchecoslováquia (Gr.C); Bulgária 2×5 Alemanha (Gr.D); Tchecoslováquia 0x1 Inglaterra (Gr.C); Alemanha 2×2 Inglaterra (pr.1×0) (QF); Itália 1×1 Alemanha (pr.3×2) (S).

1974 – Suécia 0x0 Bulgária (Gr.C); Holanda 0x0 Suécia (Gr.C); Alemanha 0x1 Al.Oriental (Gr.A); Escócia 1×1 Iugoslávia (Gr.B); Bulgária 1×4 Holanda (Gr.C), Polônia 2×1 Itália (Gr.D); Alemanha 2×0 Iugoslávia (F2Gr2); Suécia 0x1 Polônia (F2Gr2); Holanda 2×0 Al.Oriental (F2Gr1); Polônia 2×1 Iugoslávia (F2Gr2); Alemanha 3×2 Suécia (F2Gr.2); Iugoslávia 1×2 Suécia (F2Gr.2); Polônia 0x1 Alemanha (F2Gr.2); Alemanha 2×1 Holanda (Final).

1978 – Alemanha 0x0 Polônia (GrB); Itália 2×1 França (Gr.A); Áustria 2×1 Espanha (Gr.C); Hungria 1×3 Itália (Gr.A); Áustria 1×0 Suécia (Gr.C); França 3×1 Hungria (Gr.A); Espanha 1×0 Suécia (Gr.C); Escócia 3×2 Holanda (Gr.D); Alemanha 0x0 Itália (F2Gr.1); Holanda 5×1 Áustria (F2Gr.1); Itália 1×0 Áustria (F2Gr.1); Holanda 2×2 Alemanha (F2Gr.1); Itália 1×2 Holanda (F2Gr.2); Áustria 3×2 Alemanha (F2Gr.1).

1982 – Itália 0x0 Polônia (Gr.A); Inglaterra 3×1 França (Gr.D); Iugoslávia 0x0 Irlanda do Norte (Gr.E); Inglaterra 2×0 Tchecoslováquia (Gr.D); Espanha 2×1 Iugoslávia (Gr.E); Bélgica 1×1 Hungria (Gr.C); URSS 2×2 Escócia (Gr.F); Tchecoslováquia 1×1 França (Gr.D); Alemanha 1×0 Áustria (Gr.B); Irlanda do Norte 1×0 Espanha (Gr.E); Polônia 3×0 Bélgica (F2Gr.1); França 1×0 Áustria (F2Gr.2); Alemanha 0x0 Inglaterra (F2Gr.3); URSS 1×0 Bélgica (F2Gr.1); Áustria 2×2 Irlanda do Norte (F2Gr.4); Espanha 1×2 Alemanha (F2Gr.2); URSS 0x0 Polônia (F2Gr.1); Irlanda do Norte 1×4 França (F2Gr.4); Inglaterra 0x0 Espanha (F2Gr.2); Itália 2×0 Polônia (S); França 1×1 Alemanha (pr.2×2 pe.4×5) (S); Polônia 3×2 França (3ª.C); Alemanha 1×3 Itália (Final).

1986 – Bulgária 1×1 Itália (Gr.A); URSS 6×0 Hungria (Gr.C); Portugal 1×0 Inglaterra (Gr.F); Escócia 0x1 Dinamarca (Gr.E); França 1×0 URSS (Gr.C); Polônia 1×0 Portugal (Gr.F); Alemanha 2×1 Escócia (Gr.E); Hungria 0x3 França (Gr.C); Inglaterra 3×0 Polônia (Gr.F); Dinamarca 2×0 Alemanha (Gr.E); Bélgica 2×2 URSS (pr.2×1) (Gr.OF); França 2×0 Itália (OF); Dinamarca 1×5 Espanha (OF); Espanha 1×1 Bélgica (pr.0x0 pe.4×5) (OF); Alemanha 2×0 França (S); França 2×2 Bélgica (pr.2×0) (3ª.C).

1990 – Itália 1×0 Áustria (Gr.A); URSS 0x2 Romênia (Gr.B); Alemanha 4×1 Iugoslávia (Gr.D); Inglaterra 1×1 Eire (Gr.F); Áustria 0x1 Tchecoslováquia (Gr.A); Suécia 1×2 Escócia (Gr.C); Inglaterra 0x0 Holanda (Gr.F); Itália 2×0 Tchecoslováquia (Gr.A); Bélgica 1×2 Espanha (Gr.E); Eire 1×1 Holanda (Gr.F); Alemanha 2×1 Holanda (OF); Eire 0x0 Romênia (pr.0x0 pe.5×4) (OF); Espanha 1×1 Iugoslávia (pr.0x0 pe.3×2) (OF); Inglaterra 0x0 Bélgica (pr.1×0) (OF); Eire 0x1 Itália (QF); Tchecoslováquia 0x1 Alemanha (QF); Alemanha 1×1 Inglaterra (pr.0x0 pe.4×3) (S); Itália 2×1 Inglaterra (3ª.C).

1994 – Itália 0x1 Eire (Gr.E); Alemanha 1×1 Espanha (Gr.C); Suíça 4×1 Romênia (Gr.A); Itália 1×0 Noruega (Gr.E); Suécia 3×1 Rússia (Gr.B); Bélgica 1×0 Holanda (Gr.F); Bulgária 4×0 Grécia (Gr.D); Eire 0x0 Noruega (Gr.E); Alemanha 3×2 Bélgica (OF); Espanha 3×0 Suíça (OF); Holanda 2×0 Eire (OF); Itália 2×1 Espanha (QF); Romênia 1×1 Suécia (pr.1×1 pe.4×5) (QF); Bulgária 2×1 Alemanha (QF); Itália 2×1 Bulgária (S); Bulgária 0x4 Suécia (3ª.C).

1998 – Holanda 0x0 Bélgica (Gr.E); Escócia 1×1 Noruega (Gr.A); Alemanha 2×2 Iugoslávia (Gr.F); Romênia 2×1 Inglaterra (Gr.G); Itália 2×1 Áustria (Gr.B); Espanha 6×1 Bulgária (Gr.D); França 2×1 Dinamarca (Gr.C);
Itália 1×0 Noruega (OF); Holanda 2×1 Iugoslávia (OF); Romênia 2×1 Croácia (OF); Itália 0x0 França (pr.0x0 pe.3×4) (QF); Alemanha 0x3 Croácia (QF); França 2×1 Croácia (S);

2002 – Espanha 3×1 Eslovênia (Gr.B); Inglaterra 1×1 Suécia (Gr.F); Alemanha 1×1 Eire (Gr.E); Itália 1×2 Croácia (Gr.G); Portugal 4×0 Polônia (Gr.D); Dinamarca 2×0 França (Gr.A); Bélgica 3×2 Rússia (Gr.H); Dinamarca 0x3 Inglaterra (OF); Espanha 1×1 Eire (pr.0x0 pe.3×2) (OF);

2006 – Sérvia/Montenegro 0x1 Holanda (Gr.C); França 0x0 Suíça (Gr.G); Espanha 4×0 Ucrânia (Gr.H); Alemanha 1×0 Polônia (Gr.A); Suécia 2×2 Inglaterra (Gr.B); República Tcheca 0x2 Itália (Gr.E); Alemanha 2×0 Suécia (OF); Portugal 1×0 Holanda (OF); Suíça 0x0 Ucrânia (pr.0x0 pe.0x3) (OF); Espanha 1×3 França (OF); Itália 3×0 Ucrânia (QF); Inglaterra 0x0 Portugal (pr.0x0 pe.1×3) (QF); Itália 0x0 Alemanha (pr.2×0) (S); Portugal 0x1 França (S); Alemanha 3×1 Portugal (3ª.C); França 1×1 Itália (pr.0x0 pe.3×5).

2010 – Holanda 2×0 Dinamarca (Gr.E); Espanha 0x1 Suíça (Gr.H); Alemanha 0x1 Sérvia (Gr.D); Eslovênia 0x1 Inglaterra (Gr.C); Eslováquia 3×2 Itália (Gr.F); Alemanha 4×1 Inglaterra (OF); Holanda 2×0 Eslováquia (OF); Espanha 1×0 Portugal (OF); Alemanha 0x1 Espanha (S); Holanda 0x0 Espanha (pr.0x1).

2014 – Espanha 1×5 Holanda (Gr.B); Inglaterra 1×2 Itália (Gr.D); Alemanha 4×0 Portugal (Gr.G); Suíça 2×5 França (Gr.E); Bélgica 1×0 Rússia (Gr.H); França 0x1 Alemanha (OF);

AMÉRICA DO SUL – 21 confrontos.
1930 – Uruguai 1×0 Peru (Gr.C); Brasil 4×0 Bolívia (Gr.B); Chile 1×3 Argentina (Gr.A); Uruguai 4×2 Argentina (Final).
1950 – Uruguai 8×0 Bolívia (Gr.D); Brasil 1×2 Uruguai (FFinal).
1962 – Chile 2×4 Brasil (S).
1970 – Brasil 4×2 Peru (QF); Uruguai 1×3 Brasil (S).
1974 – Argentina 1×2 Brasil (F2Gr.1).
1978 – Brasil 3×0 Peru (F2Gr.2); Argentina 0x0 Brasil (F2Gr.2); Peru 0x6 Argentina (F2Gr.2).
1982 – Argentina 1×3 Brasil (F2Gr.3).
1986 – Uruguai 0x1 Argentina (OF).
1990 – Brasil 0x1 Argentina (OF).
1998 – Brasil 4×1 Chile (OF).
2010 – Brasil 3×0 Chile (OF).
2014 – Brasil 1×1 Chile (pr.0x0 pe.3×2) (OF); Colômbia 2×0 Uruguai (OF); Brasil 2×1 Colômbia (QF);

AMÉRICA DO NORTE-CENTRAL – 1 confronto.
2002 – México 0x2 Estados Unidos (OF);

ÁSIA – 1 confronto.
2006 – Austrália 3×1 Japão (Gr.F); (*) A partir de 2006, a Austrália passou a integrar as Eliminatórias da Ásia, apesar de ser um país da Oceania.

ÁFRICA
Nenhum confronto.

OCEANIA
Nenhum confronto.

Post Anterior
História AGORA - "Informativo em Revista" - Edição 12.
Próximo Post
Entendendo a URSS e a Rússia, na história do futebol.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.