InícioCompetiçõesHexa, hepta, octa…. campeões nacionais europeus em títulos consecutivos.

Hexa, hepta, octa…. campeões nacionais europeus em títulos consecutivos.

Campeões Nacionais Consecutivos
Em mais de 100 anos de campeonatos nacionais na Europa, e considerando que em alguns países temos dois ou três clubes que ditam supremacias, vamos numa pesquisa de títulos consecutivos ao longo da história.
E apesar deste prenuncio de que em países de “menor expressão” teríamos clubes com mais títulos consecutivos, na atualidade é na Alemanha e Itália, países de tradição, tetra campeões mundiais, é que nos últimos anos o Bayern Munique com 7 consecutivos e a Juventus com 8 consecutivos vem fazendo história.

Verificamos os campeões nacionais em 30 países europeus, e podemos afirmar que atualmente também temos clubes com hegemonias longas. Outras são mais antigas.

  • PAÍSES QUE NA TEMPORADA 2019/2020 DEFENDEM SEQÜÊNCIA DE CONQUISTAS:

ALEMANHA
Maiores campeões: Bayern Munique (29), Nuremberg (9), Borussia Dortmund (8) e Schalke (7).
Maiores seqüências: Bayern Munique (hepta 2013/2019), antes o Bayern Munique com tricampeonatos, 3 vezes.

ITÁLIA
Maiores campeões: Juventus (35), Milan (18), Internazionale (18), Genoa (9) e Torino (8).
Maiores seqüências: Juventus (octa 2012/2019), antes o Internazionale (penta 2006/2010), Torino (penta 1943/1949 – aconteceu a 2ª.guerra mundial neste período) e Juventus (penta 1931/1935).

ESCÓCIA
Maiores campeões: Rangers (54) e Celtic (50).
Maiores seqüências: Celtic (octa 2013/2019), Rangers (octa 1990/1997) e Celtic (hepta 1968/1974).

ÁUSTRIA
Maiores campeões: Rapid Viena (32), Áustria Viena (22), Salzburgo (13) e Admira Viena (8).
Maiores seqüências: Salzburgo (hexa 2014/2019) e Áustria Viena (tetra 1978/1981).

LUXEMBURGO
Maiores campeões: Jeunesse Esch (28), F91 Dudelange (15), Spora (11), Union Luxemburgo (11) e Stade Dudelange (10).
Maiores seqüências: Jeunesse Esch (penta 1995/1999 e 1973/1977), F91 Dudelange (penta 2005/2009), Stade Dudelange (tetra 1945/1948) e F91 Dudelange (tetra 2016/2019).

CHIPRE
Maiores campeões: APOEL Nicosia (28), Omonia Nicosia (20) e Anorthosis (13).
Maiores seqüências: APOEL Nicosia (hepta 2013/2019), Omonia Nicosia (hexa 1974/1979), Omonia Nicosia (penta 1981/1985), Anorthosis (tetra 1997/2000).

  • OUTROS 24 PAÍSES DESTA PESQUISA:

FRANÇA
Maiores campeões: Saint-Etienne (10), Olymp.Marseille (9), P.S.Germain (8), Monaco (8) e Lyon (7).
Maiores seqüências: Lyon (hepta 2002/2008), antes o PSG (tetra 2013/2016), Olymp.Marseille (tetra 1989/1992) e Saint-Etienne (tetra 1967/1970).

INGLATERRA
Maiores campeões: Manch.United (20), Liverpool (18), Arsenal (13), Everton (9) e Aston Villa (7).
Maiores seqüências: tri-campeonatos: Manch.United (2007/2009 – 1999/2001), Liverpool (1982/1984), Arsenal (1933/1935) e Huddersfield (1924/1926).

PORTUGAL
Maiores campeões: Benfica (37), Porto (28) e Sporting (18).
Maiores seqüências: Porto (penta 1995/1999), Benfica (tetra 2014/2017), Porto (tetra 2006/2009) e Sporting (tetra 1951/1954).

ESPANHA
Maiores campeões: Real Madrid (33), Barcelona (26), Atlético Madrid (10) e Atlético Bilbao (8).
Maiores seqüências: Real Madrid (penta 1961/1965 e 1986/1990) e Barcelona (tetra 1991/1994).

HOLANDA
Maiores campeões: Ajax (34), PSV Eindhoven (25) e Feyenoord (15).
Maiores seqüências: PSV Eindhoven (tetra 1986/1989 e 2005/2006) e Ajax (tetra 2011/2014).

BÉLGICA
Maiores campeões: Anderlecht (33), Brugges (17), Giloise (11) e Standard Liege (10).
Maiores seqüências: Anderlecht (penta 1964/1968) e Racing Bruxellas (tetra 1900/1903).

IRLANDA DO NORTE
Maiores campeões: Linfield (58), Glentoran (23) e Celtic (14).
Maiores seqüências: Linfield (hexa 1982/1987), Celtic (penta 1936/1940) e Celtic (tetra 1926/1929).

SUÍÇA
Maiores campeões: Grasshoppers (27), Basel (20), Servette (17) e Youn Boys (13).
Maiores seqüências: Basel (octa 2010/2017) e Young Boys (tetra 1957/1960).

SUÉCIA
Maiores campeões: Malmoe (20), Gotemburgo (20), Oergryte (14) e Norrkoping (13).
Maiores seqüências: Malmoe (penta 1985/1989), Gotemburgo (tetra 1993/1996), Norrkoping (tetra 1945/1948) e Oergryte (tetra 1904/1907 e 1896/1899).

POLONIA
Maiores campeões: Gornik Zabrze (14), Ruch Chorzow (14), Legia Varsovia (13) e Wisla Craiova (11).
Maiores seqüências: Gornik Zabrze (penta 1963/1967), Gornik Zabrze (tetra 1985/1988) e Ruch Chorzow (tetra 1933/1936).

HUNGRIA
Maiores campeões: Ferencvaros (30), MTK Budapeste (23), Ujpest Dosza (20 e Honved (14).
Maiores seqüências: MTK Budapeste (ênea 1917/1925), Ujpest Dosza (hepta 1969/1975) e Ferencvaros (penta 1909/1913).

ROMENIA
Maiores campeões: FCSB Steaua Bucarest (26), Dinamo Bucarest (18), Venus (8) e Chinezu Timisoara (6).
Maiores seqüências: Steaua Bucarest (hexa 1993/1998), Chinezu Timisoara (hexa 1922/1927) e Dinamo Bucarest (tetra 1962/1965).

TCHECOSLOVÁQUIA (até 1993) depois REPÚBLICA TCHECA (desde 1994).
Maiores campeões: Sparta Praga (23+6), Slavia Praga (12+5) e Dukla Praga (12).
Maiores seqüências: Sparta Praga (penta 1919/1923 – 1987/1991 e 1997/2001), Dukla Praga (tetra 1961/1964), 3 vezes.

TURQUIA
Maiores campeões: Galatasaray (22), Fenerbache (20) e Besiktas (15).
Maiores seqüências: Galatasaray (tetra 1997/2000) e tricampeonatos: Galatasaray (1971/1973), Trabzonspor (1979/1981) e Fenerbache (1983/1985).

GRÉCIA
Maiores campeões: Olympiakos (44), Panathinaikos (20) e AEK Atenas (12).
Maiores seqüências: Olympiakos (hepta 2011/2017 e 1997/2003), Olympiakos (hexa 1954/1959) e Olympiakos (tetra 1980/1983).

ALBÂNIA
Maiores campeões: SK Tirana (24), Partizan (16), Dinamo Tirana (15), Vlazia Skoder (9) e Skenderbeu (8).
Maiores seqüências: Skenderbeu (hexa 2011/2016) e Dinamo Tirana (tetra 1950/1953).

URSS (até 1991) depois RÚSSIA (desde 1992).
Maiores campeões: Dinamo Kiev (13), Spartak Moscou (12+10), Dinamo Moscou (11+0), CSKA Moscou (7+6).
Maiores seqüências: Spartak Moscou (hexa 1996/2001), Dinamo Kiev (tri 1966/1968) e CSKA Moscou (tri 1946/1948).

UCRÂNIA
Maiores campeões: Dinamo Kiev (15 e outros 13 na URSS) e Shakhtar Donetsk (12).
Maiores seqüências: Dinamo Kiev (ênea 1993/2001) e Shakhtar Donetsk (penta 2010/2014).

ARMÊNIA
Maiores campeões: Pyunik Yerevan (11) e Shirak Gyumri (4).
Maiores seqüências: Pyunik Yerevan (deca 2001/2010).

IUGOSLÁVIA (1923-1991), Nova Iugoslávia (1992-2002), SÉRVIA/MONTENEGRO (2003/2006) e SÉRVIA (desde 2006).
Maiores campeões: Estrela Vermelha (18+4+2+5=29), Partizan Belgrado (11+6+2+8=27),
Maiores seqüências: Partizan Belgrado (hexa 2008/2013), Estrela Vermelha (tri 1968/1970) e Partizan Belgrado (tri 1961/1963),

CROÁCIA (desde 1992).
Maiores campeões: Dinamo Zagreb (4+16=20) e Hadjuk Split (9+6=15).
Maiores seqüências: Dinamo Zagreb (unodeca 2006/2016) e Croatia Zagreb (tetra 1996/1999).

NORUEGA
Maiores campeões: Rosenborg (26), Frederikstad (9) e Viking Stavanger (8).
Maiores seqüências: Rosenborg (trideca 1992/2004), Rosenborg (tetra 2015/2018) e Viking Stavanger (tetra 1972/1975).

ISLÂNDIA
Maiores campeões: Reykjavik (27), Valur (22), Fram Reykjavik (18) e Akranes (18).
Maiores seqüências: Fram Reykjavik (hexa 1913/1918), Akranes (penta 1992/1996), Valur (tetra 1942/1945 e 1935/1938) e Reykjavik (tetra 1926/1929).

MALTA
Maiores campeões: Sliema Wanderes (26), La Valletta (25) e Floriana (25).
Maiores seqüências: Floriana (tetra 1950/1953), Sliema Wanderes (tri 1938/1940 – 1964/1966 e 2003/2005), Floriana (tri 1927/1929) e La Valletta (1997/1999).

E assim, tivemos as supremacias em 30 campeonatos nacionais, sendo 6 deles podendo aumentar a atual seqüência. Destaque para os recordes de 13 conquistas do Rosenborg da Noruega entre 1992 e 2004, as 11 conquitas do Dinamo Zagreb já pela Croácia entre 2006 e 2016, e os 10 títulos do Pyunik Yerevan da Armênia entre 2001 e 2010.
Já na Inglaterra nunca tivemos o clube que conquistasse além do tricampeonato.
Enquanto na França o maior campeão tem apenas 10 conquistas, o Saint-Etienne, na Irlanda do Norte o Linfield tem 58 títulos nacionais, e também na Escócia com o Rangers (54 conquistas) e o Celtic (50 conquistas), ambos acima de 50 títulos.
E aguardaremos a conclusão da temporada européia 2019/2020, para que estes números possam modificar-se.

Conquistas consecutivas:
De campeão a octacampeão todos sabemos. Na seqüência vem eneacampeão (9), decacampeão (10), unodecampeão (11), duodecacampeão (12) e tridecacampeão (13).

FOTO:

Post Anterior
30 dias sem futebol, quais as perspectivas ?
Próximo Post
Conjunto de Confrontos, os grandes clubes contra times do Dist.Federal e Esp.Santo, parte 8a.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.