InícioCompetiçõesOutras divisões dos Campeonatos Estaduais 2018.

Outras divisões dos Campeonatos Estaduais 2018.

Outras divisões dos campeonatos estaduais
E ao longo do ano vários campeonatos estaduais de outras divisões estão sendo disputados. Alguns terminaram e outros estão lutando pelos acessos.

SÃO PAULO – A2 – subiram Guarani e Oeste para a 1a.divisão em 2019 – A3 – Atibaia e Port.Santista – 2ª.divisão – na fase final com dois quadrangulares com times muitos conhecidos como São José, Francana, Paulista, Comercial e Inter Bebedouro buscando duas vagas.

RIO DE JANEIRO – 2ª.divisão, teremos como finalistas o Americano, Sampaio Corrêa, Audax e América. Na 3ª.divisão – Estamos no 2º.turno com ainda duas rodadas por realizar, sendo que o Campos (desvinculado do Carapebus que ficou na 2ª.divisão) conquistou o 1º.turno. Ainda pela 4ª.divisão, 18 clubes estiveram na primeira fase, e seguem agora os 8 melhores no mata-mata, tendo clubes como o Canto do Rio e o Campo Grande.

MINAS GERAIS – 2ª.divisão – O Guarani conquistou o título e sobe junto com o Tupynambás, que se encontra depois de décadas com o Tupi na 1ª.divisão. A 3ª.divisão tem 13 participantes que jogarão 12 rodadas para os 4 melhores irem para as semifinais e depois a decisão. Clubes conhecidos estão por lá como o Valeriodoce, Araxá e Pouso Alegre.

RIO GRANDE DO SUL – 2ª.divisão conquistada pelo Pelotas e subindo junto o Aimoré. A 3ª.divisão também definida com o título do São Borja-AE e subindo também o Farroupilha.

SANTA CATARINA – 2ª.divisão terminada no última dia 26/8 com o título do Metropolitano de Blumenau sobre o Marcílio Dias, subindo os dois, depois de 18 rodadas com 10 participantes. O Blumenau Esporte Clube que retornou nos últimos anos ficou na 7ª.colocação no geral. Agora em 1set começou a 3ª.divisão com 8 participantes, e com a volta do antigo Carlos Renaux (que nos anos 1980 juntou-se ao Paysandu para formar o Brusque, mas continuou existindo como clube). Também participa o Próspera de Criciúma. E ainda vai começar a Copa Santa Catarina, este ano com 12 participantes (em 2017 somente 4 clubes), e presentes estarão Joinville, Brusque, Metropolitano, dentre outros como o time B do Figueirense e o Hercílio Luz (que como o Blumenau e Carlos Renaux – retornou à 1ª.divisão este ano). Avaí, Criciúma e Chapecoense não estarão.

PARANÁ – 2ª.divisão, 10 participantes jogarão a primeira fase, depois os 8 melhores a segunda fase, com Operário e Cascavel-CR indo para a decisão e subindo de divisão. Um belo retorno do Operário, que tem tido sucessos nos últimos anos, com título paranaense de 2015, a 4ª.divisão do brasileiro de 2017 e decidindo a 3ª.divisão do brasileiro contra o Cuiabá-MT. A subida do Cascavel-CR fará o encontro com o Cascavel-FC, uma daquelas coisas de fusões de clubes e alterações de nomes, como acontece em outros Estados do País.

BAHIA – 2ª.divisão – 6 clubes participaram em 10 rodadas, subindo o Atlético de Alagoinhas. Colo-Colo e Galícia participaram mas não chegaram na decisão.

CEARÁ – 2ª.divisão – 10 participantes disputaram o campeonato e o Barbalha conquistou o título sobre o Guarany Sobral com os dois subindo. Ficaram por lá os conhecidos Icasa (Associação Desportiva) e o Itapipoca. A partir de outubro teremos a 3ª.divisão com 9 participantes dentre eles o Calouros do Ar, Nova Russas e Juazeiro. Também está em disputa, a Taça Fares Lopes, com 8 times, com o Ferroviário campeão da 4ª.divisão nacional e mais os times B de Ceará e Fortaleza.

PERNAMBUCO – 2ª.divisão – começou agora no final de agosto, com 15 clubes, com os times B de Náutico e Sport e mais outros conhecidos como o Limoeirense, Íbis, Porto, Cabense e Ypiranga.

GOIÁS – 2ª.divisão, faltando 3 rodadas para a fase de grupos terminar, com 5 times em cada, já classificados para as Semifinais estão Novo Horizonte, Goiânia e CRAC, faltando uma vaga entre Goianésia, Jataiense e Trindade. O tradicional Goiânia está há 11 anos tentando retorno para a 1ª.divisão. E ainda teremos a 3ª.divisão, a partir de outubro, com 8 times e fase de grupos também. Mineiros, Rioverdense, Monte Cristo e Pires do Rio são alguns dos participantes.

DISTRITO FEDERAL – 2ª.divisão – mais um tradicional clube retornando, o Taguatinga que juntou-se ao Atlético Taguatinga, e já nas semifinais do campeonato, com Legião, Capital e Planaltina. Ficaram pelo caminho o Brasília, Ceilandense, Brazlândia e Botafogo-FC.

ESPÍRITO SANTO – 2ª.divisão – O tradicional Rio Branco conquistou o título sobre o Estrela do Norte e ambos retornam para 1ª.divisão. Além destes participaram Aracruz, Castelo, Sport-LIN e Vilavelhense. Caíram da 1ª.divisão o Doze e o São Mateus. Desde o final de julho está sendo disputada a Copa Espírito Santo, com 10 clubes em dois grupos, mas com o Rio Branco fora. Estão Serra, campeão de 2018, Vitória e Desportiva entre outros.

MATO GROSSO – 2ª.divisão com apenas 3 clubes, o título ficou com o Operário-FC, vice Juara e 3ª.colocado Cacerense. Este Operário reencontra com o Operário-VG que já estava na 1ª.divisão. Mais um caso de clubes de mesmo nome que estiveram ou formaram alguma fusão ou troca de nomenclatura.

MATO GROSSO DO SUL – 2ª.divisão terá 7 participantes, porém podendo haver alguma confirmação ou acréscimo de participantes. Começará em final de outubro, e estarão disputando acesso Ubiratan, Ivinhema, SERC, Moreninhas, Maracaju, Coxim e Aquidauanense.

ALAGOAS – 2ª.divisão – no final deste mês apenas 4 clubes disputarão em turno e returno: São Domingos, Sete de Setembro, Jaciobá e Porto Calvense.

SERGIPE – 2ª.divisão – começou há menos de 1 mês e tem 17 participantes, divididos em 5 grupos na primeira fase. Alguns clubes mais antigos como Guarany, Estanciano, Coritiba, Maruinense e Propría e clubes mais recentes como Sete de Junho, Lagartense, Canindé, Boquinhense, Independente, e outros.

PARAÍBA – 2ª.divisão – serão 12 clubes divididos em 3 grupos, e interessante retorno do Confiança de Sapê, que foi campeão estadual em 1997 de forma surpreendente. Também estarão na disputa o Queimadense, Perilima, Internacional e o Esporte de Patos.

RIO GRANDE DO NORTE – 2ª.divisão – competição importante para o tradicional Alecrim que foi rebaixado em 2017 que havia ficado na 1ª.divisão desde 1949. Disputam também Mossoró, Atlético, Palmeira, Cruzeiro e Visão Celeste.

PIAUÍ – 2ª.divisão não tem sido disputada regularmente, as duas últimas em 2015 (quando o Altos subiu e acabou por conquistar o bicampeonato da 1ª.divisão em 2017-2018) e em 2016. Não houve em 2017 e para este ano está prevista para o mês de agosto com 6 participantes (Caiçara, Comercial, Cori-Sabbá, Ferroviário, Picos e Timon.

PARÁ – 2ª.divisão – serão 15 clubes divididos em grupos na primeira fase. A Tuna Luso está lá desde 2014 e não consegue sair. E grande parte dos times já foram da 1ª.divisão, como São Francisco, Santa Rosa, Pinheirense, Sport Belém, Tiradentes, Izabelense e Vênus.

MARANHÃO – 2ª.divisão – teremos 7 participantes, como Chapadinha, Expressinho, Boa Vontade e Juventude, além do Timon, Sabiá e Pinheiro. Começará no final de setembro.

AMAZONAS – 2ª.divisão – este mês ainda com 5 participantes, a saber: Holanda, Sul América, Cliper, Iranduba e Tarumã.

ACRE – 2ª.divisão – foi disputado em agosto em 6 rodadas com Independência, Náuas e Alto Acre, com o tricolor campeão.

TOCANTINS – 2ª.divisão – a partir de outubro com 10 participantes, com Kaburé e Alvorada, que já foram campeões estaduais da 1ª.divisão.

Nos Estados do Amapá, Roraima e Rondônia não tem existido a 2ª.divisão.

Muitos torcedores brasileiros, talvez para aqueles que vivem mais no interior, ter a disputa dos campeonatos estaduais é uma forma de estarem perto do futebol. Já para os torcedores dos grandes centros, mais ligados aos grandes clubes, os Estaduais podem não ter seu apelo.

Post Anterior
SiteFUTEBOL na Estrada - Estádios em Belo Horizonte.
Próximo Post
Informativo em Revista - Edição 16 - temporada 2018-2019.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.