InícioAtualidadesPalmeiras campeão da Libertadores 2020.

Palmeiras campeão da Libertadores 2020.

Campeões da América de 2020
A 61ª.edição da Taça Libertadores terminou neste sábado, 30/1/21, sua edição de 2020 e seus 60 anos de disputa.
E podemos separar sua história em 4 períodos distintos pelo menos para os brasileiros.

Antes disso como foi a decisão no Maracanã – por sinal a 2ª.decisão de Libertadores no Maracanã, a 1ª.em 2008 quando o Fluminense foi derrotado nos pênaltis para a LDU Quito – que foi muito truncada ao longo do 1º.tempo, sob forte calor de verão no Rio de Janeiro, e também porque os jogadores estavam disputando até demais cada jogada. O futebol ficou para o 2º.tempo quando os times tentaram mais jogadas tanto rolando a bola quanto nos cruzamentos.
Porém sem muita emoção digna de uma decisão de Libertadores. Aqui até um questionamento para o característico futebol sul-americano, muito disputado, e se vale a pena a decisão ser um jogo só. Em 2019, o River Plate ia ganhando do Flamengo no final com jogo truncado e “algo épico” aconteceria no final.

Mas, um roteiro parecido aconteceria entre os times paulistas. Uma bola na lateral, um técnico nervoso do Santos, que podia muito ter deixado a bola pra lá, o jogador do Palmeiras querendo a bola, e uma confusão que resulta em expulsão do técnico. E o que tem isso aos mais de 45 minutos do 2º.tempo. O 0x0 levaria para 30 minutos de prorrogação a disputar. Recomeçado o jogo, o gol do título do Palmeiras.

Para a história da competição não foi uma grande decisão. Tanto pelo jogo em si e pelos elencos atuais dos times, sem nenhum jogador excepcional. Foi uma edição de times sistemáticos, que tiveram seus momentos e chegaram a decisão.
Parabéns ao Palmeiras, mais um grande clube brasileiro que após passar momentos complicados de rebaixamento a 2ª.divisão do campeonato brasileiro, consegue poucos anos depois conquistar a América: o Grêmio de 1991 até 1995, o Corinthians de 2008 até 2012, o Atlético-MG de 2006 até 2013, , e agora o Palmeiras de 2012 até 2020.

NA HISTÓRIA
Foi o 20º. Título para o Brasil, e a 3ª.vez em que dois clubes decidem o título, antes com São Paulo x Atlético-PR em 2005 e Internacional x São Paulo em 2006. Outra decisão bem caseira foi entre River Plate x Boca Juniors em 2018, times da mesma cidade. Agora com Palmeiras x Santos times do mesmo Estado do Brasil.

Ao longo da historia o 1º.período aconteceu entre 1960 e 1975 com 6 conquistas do Independiente, 3 do Estudiantes e mais Penarol (3) e Santos, o único que chegou a taça. Foi uma época que praticamente tinha poucos participantes, as vezes somente o campeão nacional, um futebol rude, estádios limitados, arbitragens questionáveis, na prática um guerra geral.

Todos os campeões 1960-2020:
1960 Penarol (1) – Olímpia (-)
1961 Penarol (2) – Palmeiras (-)
1962 Santos (1) – Penarol (2)
1963 Santos (2) – Boca Juniors (-)
1964 Independiente (1) – Nacional-U (-)
1965 Independiente (2) – Penarol (2)
1966 Penarol (3) – River Plate (-)
1967 Racing (1) – Nacional-U (-)
1968 Estudiantes (1) – Palmeiras (-)
1969 Estudiantes (2) – Nacional-U (-)
1970 Estudiantes (3) – Penarol (3)
1971 Nacional-U (1) – Estudiantes (3)
1972 Independiente (3) – Universitário (-)
1973 Independiente (4) – Colo-Colo (-)
1974 Independiente (5) – São Paulo (-)
1975 Independiente (6) – U.Espanhola (-)

Em 1976, o grande elenco do Cruzeiro quebra a seqüência do Independiente em conquista histórica sobre o River Plate. No ano seguinte sucumbiria ao Boca Juniors. Mais alguns anos e dois guerreiros excelentes times brasileiros, o Flamengo em 1981 e o Grêmio em 1983, para superar catimbas, porradaria e adversários. Mas, 8 anos passariam em branco até 1991.

1976 Cruzeiro (1) – River Plate (-)
1977 Boca Juniors (1) – Cruzeiro (1)
1978 Boca Juniors (2) – Deportivo Cali (-)
1979 Olímpia (1) – Independiente (6)
1980 Nacional-U (2) – Internacional (-)
1981 Flamengo (1) – Cobreloa (-)
1982 Penarol (4) – Cobreloa (-)
1983 Grêmio (1) – Penarol (4)
1984 Independiente (7) – Grêmio (1)
1985 Argentinos Jrs (1) – América Cali (-)
1986 River Plate (1) – América Cali (-)
1987 Penarol (5) – América Cali (-)
1988 Nacional-U (3) – Newell’s Old (-)
1989 Atl.Nacional (1) – Olímpia (1)
1990 Olímpia (2) – Barcelona-E (-)
1991 Colo-Colo (1) – Olímpia (2)

Agora entre 1992 e 2006, uma hegemonia brasileira com 8 conquistas em 15 edições, contando aí mais 4 vices campeonatos e as duas finais “brasileiras” de 2005 e 2006. Com certeza, grandes times de São Paulo, Grêmio, Cruzeiro, Vasco, Palmeiras e novamente São Paulo e Internacional, merecidos. Mas na esquecendo derrotas amargas do São Paulo em 1994 nos pênaltis (que valeria um tricampeonato), do São Caetano que perderia no Pacaembu contra o Olímpia em 2002 e derrotas de Palmeiras (2000) e Santos (2003) para a época “ouro” do Boca Juniors.

1992 São Paulo (1) – Newell’s Old (-)
1993 São Paulo (2) – Univ.Católica (-)
1994 Velez Sarsfield (1) – São Paulo (2)
1995 Grêmio (2) – Atl.Nacional (1)
1996 River Plate (2) – América Cali (-)
1997 Cruzeiro (2) – Sporting Cristal (-)
1998 Vasco (1) – Barcelona-E (-)
1999 Palmeiras (1) – Deportivo Cali (-)
2000 Boca Juniors (3) – Palmeiras (1)
2001 Boca Juniors (4) – Cruz Azul (-)
2002 Olímpia (3) – São Caetano (-)
2003 Boca Juniors (5) – Santos (2)
2004 Once Caldas (1) – Boca Juniors (5)
2005 São Paulo (3) – Atlético-PR (-)
2006 Internacional (1) – São Paulo (3)

Também podemos dizer que desde 2007 (14 anos) os brasileiros também se mantém sempre nas decisões. Logo nos primeiros anos, o Grêmio perde para o Boca Juniors, o Fluminense derrotado no Maracanã e o Cruzeiro no Mineirão, 3 vices difíceis de engolir. Na seqüência os 4 títulos seguidos de Internacional do Abel Braga, Santos de Neymar, Corinthians de Emerson e o Atlético-MG de Ronaldinho Gaúcho. E nos últimos anos mais o Grêmio (2017), Flamengo (2019) e Palmeiras (2020), com times mais aguerridos do que algum destaque excepcional.

2007 Boca Juniors (6) – Grêmio (2)
2008 LDU Quito (1) – Fluminense (-)
2009 Estudiantes (4) – Cruzeiro (2)
2010 Internacional (2) – Guadalajara (-)
2011 Santos (3) – Penarol (5)
2012 Corinthians (1) – Boca Juniors (6)
2013 Atlético-MG (1) – Olímpia (3)
2014 San Lorenzo (1) – Nacional-PAR (-)
2015 River Plate (3) – Tigres-MEX (-)
2016 Atl.Nacional (2) – Indep.Del Valle (-)
2017 Grêmio (3) – Lanus (-)
2018 River Plate (4) – Boca Juniors (6)
2019 Flamengo (2) – River Plate (4)
2020 Palmeiras (2) – Santos (3)

Independiente (7), Boca Juniors (6), Penarol (5), River Plate (4), São Paulo (3), Santos (3), Grêmio (3), Estudiantes (3), Nacional-URU (3), Palmeiras (2), Flamengo (2), Internacional (2), Atl.Nacional (2), Cruzeiro (2), Olímpia (2), San Lorenzo (1), Argentinos Jrs. (1), Vasco (1), Corinthians (1), Atlético-MG (1), Velez Sarsfield (1), Colo-Colo (1) e Racing (1).

Para os times Brasileiros, estamos acostumando a disputar a Taça Libertadores e que venham mais títulos.

FOTO: igesporte.com

Post Anterior
Participações de clubes em comp.nacionais 1959-2020, parte 3/5.
Próximo Post
Vila Nova-GO e Mirassol-SP, campeões brasileiros 2020 - CB3 e CB4.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.