InícioAtualidadesSiteFUTEBOL na Estrada – São Paulo.

SiteFUTEBOL na Estrada – São Paulo.

Estádio do Pacaembu e Museu do Futebol.
A nossa viagem agora foi para a capital Paulista com o intuito de ir num mesmo local e ver duas coisas: o Estádio Paulo Machado de Carvalho, conhecido como Estádio do Pacaembu; e o Museu do Futebol.

Estádio
Com quase 80 anos, sua inauguração aconteceu em 27 de abril de 1940, depois de 18 meses de obra. Sua capacidade atual é em torno de 37.700 pessoas distribuídas em todos aqueles lances de arquibancadas. Mas seu recorde de público aconteceu em 1942 com 72.000 pessoas em partida do Corinthians contra o São Paulo.
Seu projeto, numa época bem agitada em termos políticos no Brasil (não muito diferente do que hoje vivemos) teve suas mudanças, em concepções e grandeza. Tanto que em sua inauguração, o Presidente da República – Getúlio Vargas – se fazia presente. Com 50 mil pessoas no evento, o presidente foi até vaiado por questões políticas que o levaram ao cargo com o Golpe de 1930 sobre o então presidente Washington Luis (de São Paulo) e por suas atitudes diante da presidência do país, mas a respeito da repressão à Revolução de 1932.
E para ser noção o que representava o Estádio, este seria o mais moderno naquela época, até porque o Maracanã só viria a surgir uma década depois.

O futebol brasileiro tinha quase seus 40 anos, tendo começado em São Paulo, através do desportista Charles Miller, e com o primeiro estadual disputado em 1902, com 5 times – São Paulo-AC, Paulistano, Mackenzie, Germânia e Internacional. Em 1912, era disputado em duas ligas. Já em 1917 em Liga Unificada, mas novamente desmembrada e reunificada até o surgimento da Federação Paulista em 1937, e depois a atual Federação Paulista de Futebol em 1941, quando o Estádio do Pacaembu já estava fazendo aniversário de 1 ano.
Os clubes paulistas que se tornariam grandes já haviam sido fundados, o Corinthians em 1910, o Santos em 1912, o Palestra Itália em 1914 e o São Paulo em 1930. Os maiores campeões em 1939, eram o Corinthians (11), o extinto Paulistano (11), o Palestra Itália (7) e Santos e São Paulo com apenas 1 título cada.

No futebol brasileiro naquela época, a seleção havia participado das copas de 1930, 1934 e 1938, e retornaria justamente como sede para a Copa de 1950, passado o período da 2ª.guerra mundial (1939-1945).
E na Copa de 1950, seis partidas seriam disputadas. Pela primeira fase, Suécia 3×2 Itália, Brasil 2×2 Suíça e Itália 2×0 Paraguai. Pela Fase Final, o quadrangular decisivo, Espanha 2×2 Uruguai, Uruguai 3×2 Suécia e Suécia 3×1 Espanha. Ou seja, 6 partidas com 24 gols marcados.
Então o futebol paulista tinha um novo palco, o Pacaembu. Grandes jogos, o público sempre motivado em torcer por seus times, e assim aconteceu pelo menos por praticamente 20 anos, quando o São Paulo inaugurava o Estádio do Morumbi, e passava a receber mais jogos decisivos e os clássicos, quase que tornando-se neutro, mesmo sendo de propriedade do tricolor paulista.

Ainda da capital não podemos esquecer de pelo menos 3 clubes, a Lusa – Portuguesa de Desportos (1920), do Juventus (1924) da Rua Javari e o Nacional (1912 – participou do campeonato paulista seguidamente entre 1947 e 1958) da Comendador Sousa, que com certeza estiveram no gramado deste Estádio.
Apesar da construção do Morumbi com capacidade que muitas vezes superou os 100 mil presentes, em 1970 o Pacaembu sofria um grande baque ao ver sua Concha Acústica ser demolida – local de muitas apresentações ao longo daquelas duas décadas de funcionamento – dando lugar ao lance de arquibancada, e ampliando a capacidade de público no Estádio.

Ao longo dos anos 1970 e 1980, Corinthians e Palmeiras quase sempre disputavam seus jogos no Estádio, inclusive muitos clássicos entre eles. A decisão do brasileiro de 1994, em dois jogos entre Palmeias x Corinthians, a partida final do brasileiro de 1995 entre Santos x Botafogo-RJ, foram títulos nacionais decididos. Também quatro vezes pela Taça Libertadores, com as conquistas de Santos (2011) contra o Penarol e Corinthians (2012) contra o Boca Juniors, e duas perdas dos títulos do Palmeiras contra o Boca Juniors em 1961 e já em 2002, a derrota do São Caetano para o Olímpia.
Uma mais recente comemoração de título foi do Palmeiras, em 2013, da 2ª.divisão do Brasileiro.
Mas anualmente, tradicionalmente há muito tempo, no dia 25 de janeiro, a decisão da Copa São Paulo de Jrs, competição de jogadores jovens que é disputada desde 1969. O Estádio também tem recebido jogos de Palmeiras e Santos nos últimos anos. Por suas instalações está sempre a disposição dos clubes.

Museu
Com iniciativa da Prefeitura de São Paulo e parcerias, em 2008 era inaugurado numa área abaixo da arquibancada da principal entrada – tradicional portal do Estádio, e objetivou não somente integrar tudo que poderia ser colocado em exposição como ocupar uma área diferenciada no Estádio Municipal da capital paulista.
É composto de vários espaços (salas), desde o surgimento do futebol no país com fotos, imagens antigas em preto e branco, e participação de personagens/torcedores em trechos narrativos, ás áreas mais “tecnológicas” com vídeos, telões, gravações de gols históricos, imagens de copas do mundo, sons de comemoração de torcida, assim como muitos objetos (bolas, chuteiras…) que foram usadas ao longo do tempo.

Para o visitante não muito ligado ao futebol, com certeza terá uma grande visão do que representou e representa o futebol no país. Para aqueles que muito já sabem sobre futebol, uma oportunidade de ver de tudo um pouco e se emocionar com o que já possa ter vivido.
Para o torcedor apaixonado, para nós que pesquisamos tudo, pelas estatísticas, pela grandeza dos nossos clubes e jogadores, talvez sejamos mais exigentes em querer ver mais coisas. Algumas coisas já pedem atualização, como na sala que tem grandes painéis dos clubes brasileiros de A a Z, com relação por exemplo ao novo escudo do Atlhético-PR, atualização de conquistas e até um “engano” sobre o Operário-VG, que na última década ficou comprovado que existem dois clubes.
Em termos de grandes jogadores da história dos clubes, pode ser bem mais abrangente e não ficar somente com jogadores das últimas 4 décadas, tanto em época quanto em quantidades de jogadores em clubes. Em termos estatísticos e/ou cronológico, uma linha do tempo cairia muito bem. Os campeonatos Estaduais, os Brasileiros, a Copa do Brasil, a Libertadores, e porque não um pouco de futebol europeu.
Mas claro que nada desmerece o que vimos lá. Tudo muito bem distribuído, com suas características, com as imagens e sons. Mas a atualização é sempre necessária.
Uma bela tarde no Estádio e no Museu. Gramado impecável. Acesso ao local fácil.
Parabéns ao Pacaembu.

FOTOS: SiteFUTEBOL

Post Anterior
Copa Sul-Americana confrontos e Taça Libertadores 2019
Próximo Post
POST 300 - o Brasil sediando a Copa América na história - 1919-2019.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.