InícioAtualidadesUm pouco de Timemania, 1250 sorteios…..

Um pouco de Timemania, 1250 sorteios…..

Os 1250 testes da Timemania.
Há 10 anos, em março de 2008, era criada mais uma modalidade de aposta da CEF, que apesar do nome “timemania” não tinha o sentido de aposta em clubes.
O objetivo era através de percentuais da arrecadação dos testes, destinar valores que na verdade seriam abatidos das dívidas dos clubes com o governo brasileiro, como INSS, FGTS, Receita Federal e outros.
No universo de números entre 1 e 80, cada aposta marca 10 números como aposta única, e o maior prêmio é com 7 acertos, e o menor com 3 acertos.
Os times beneficiados são 80 clubes, da 1ª. e 2ª.divisões do campeonato brasileiro, e outros que tem conquistas das 3 divisões do brasileiro, da antiga Taça Brasil e da Copa do Brasil.
Então na cartela de aposta também marca-se um “time do coração” que quando acertado rende ao apostador R$ 5,00 (cinco reais). Em suma, não há aposta do time de futebol, mas sim em números acertados.

O número “20” é o que mais saiu, com cerca 130 sorteios. Também os números “69”, “71”, “72”, “04”, “66” e “12” estão acima de 125 sorteios. Já os números que menos saíram estão “53”, “09”, “22”, “59”, “43” e “76”, abaixo de 90 sorteios.

Com relação aos times que compõem os “80” participantes, é estranho entender que times como “Barueri” – aquele que era o Grêmio Barueri em 2006 e no ano seguinte ficou como “Grêmio Prudente”, retornando como Grêmio Barueri e que em 2016 foi derrotado em seus 19 jogos da Série A3, e não mais disputando as divisões do futebol paulista; a Desportiva-ES que há anos não tem disputado competições nacionais; o Ipatinga-MG que até chamou-se “Betim” em 2013 e 2014, e tem estado na 2ª.divisão mineira; o Olaria-RJ que conquistou a 3ª.divisão – Taça de Bronze de 1981, mas somente participou da 1ª.divisão do brasileiro nos anos 1970; do Operário-MS que até foi suspenso pela Federação Sul-Matogrossense por 2 anos (2011-2013) e também distante de participações em competições nacionais; a Tuna Luso-PA também há anos disputando a 2ª.divisão estadual, porém com títulos da Taça de Prata de 1985 e 3ª.divisão de 1992; e o União Barbarense-SP que este ano foi rebaixado da Série A3 para a 4ª.divisão paulista.
E times como CSA-AL (recentemente campeão da 3ª.divisão do brasileiro), Brasil-RS, Boa Esporte-MG e Oeste-SP que tem estado na 2ª.divisão nacional, fora desta relação de times que participam.
Seria de bom senso que os critérios pudessem ser mais atualizados, por temporada, por ranking e períodos, para que os times integrantes do jogo se beneficiem da arrecadação por seus desempenhos.

As maiores premiações da história foram em 2017, com cerca de 31/32 milhões ao prêmio individual, também com outros 3 prêmios de 26, 24 e 22 milhões entre 2012 e 2014, e ainda com valores pagos de 19, 17 e 16 milhões entre 2013 e 2017. Somam-se a estes, prêmios superiores a 10 milhões.

É uma modalidade que quase sempre acumula os valores de seu prêmio maior, até porque também o acumulo de percentuais de cada teste que são somados aos testes de final “5” e também de final “0”.
Na prática auxilia ao pagamento de dívidas dos clubes, com a observação que deveria ser atualizado um ranking de participações. Enfim, como dito, não tem nenhuma aposta em algum time de futebol.

Post Anterior
Um pouco de futebol uruguaio - 118 anos
Próximo Post
15 clubes "Internacionais" aqui no Brasil.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.